Abdullah Ibn Salam (parte 1 de 2): O que há em um nome?

Classificação:
Tamanho da fonte:
A- A A+

Descrição: Um estudioso judeu reconhece eventos prognosticados no Torá e aceita o Islã.

  • Por Aisha Stacey (© 2014 IslamReligion.com)
  • Publicado em 21 Apr 2014
  • Última modificação em 21 Apr 2014
  • Impresso: 33
  • 'Visualizado: 9,016 (média diária: 2)
  • Classificação: nenhum ainda
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0
Pobre Melhor

Abdullah-Ibn-Sallam-(part-1.jpgEm 622EC o profeta Muhammad, que Deus o exalte, e a maioria da comunidade muçulmana migraram de Meca para Medina.  Na época Medina era conhecida como Yathrib.  Era mais uma série de fortalezas e fortificações nas quais várias facções políticas estavam unidas por alianças tênues do que uma cidade.  Medina era governada por duas grandes tribos árabes, os Khazraj e Aws. 

Um grupo de líderes influentes convidaram o profeta Muhammad e seus seguidores para Medina. Quando o profeta Muhammad chegou lá, vários dos clãs judeus ficaram incomodados, para dizer o mínimo.  Nesses primeiros anos problemáticos o profeta estabeleceu o primeiro estado islâmico.  Durante essa época alguns indivíduos medinenses judeus aceitaram o Islã, o mais famoso dos quais foi Abdullah Ibn Salam, um estudioso religioso e rabino bem respeitado e querido.

Husain Ibn Salam, como era conhecido na época, era um homem religioso, dedicado ao estudo e à contemplação.  Também trabalhava em seu pequeno pomar/plantação de tâmaras, mas organizava seu tempo de tal forma que seu estudo religioso e devoção sempre tinham precedência.  Estudou o Torá em detalhes, embora registros históricos pareçam indicar que o estudo do Talmude desempenhou um papel pequeno no Judaísmo na Península Arábica na época.  De qualquer maneira, por causa de seu estudo Husain estava ciente dos versos no Torá mencionando um profeta que completaria a mensagem de todos os profetas anteriores.  Quando ouviu os relatos de um homem em Meca que reivindicava ser esse profeta, o mensageiro de Deus, ficou imediatamente interessado.

Nas tradições autênticas e na tradução das palavras do próprio Husain /Abdullah, encontramos a passagem a seguir: “Quando ouvi sobre o aparecimento do mensageiro de Deus, comecei a fazer perguntas sobre seu nome, genealogia, características, sua época e lugar e comecei a comparar essas informações com o que estava contido em nossos livros. A partir dessas perguntas me convenci sobre a autenticidade de sua missão profética e afirmei a verdade de sua missão.”

Por algum tempo, possivelmente anos, Husain Ibn Salam continuou a estudar sua escritura e a ouvir as notícias sobre o profeta Muhammad.  Então, em 622 EC, mensageiros correram para as ruas de Medina anunciando que o mensageiro de Deus estava em Quba, a uma pequena distância de Medina.  As histórias relatam que Husain estava em sua plantação de tâmaras, no alto de uma tamareira.  Quando ouviu as notícias ele gritou Allahu Akbar - Deus é grande.  Sua tia mais velha pode ouvir a excitação na voz dele e argumentou declarando que ele não estaria mais excitado se o próprio Moisés estivesse prestes a entrar na cidade.

Essas palavras estavam corretas porque Husain Ibn Abdullah era de opinião que Muhammad era o irmão de Moisés, uma vez que ambos eram profetas.  Sem hesitação Husain se juntou às multidões correndo para as ruas, esperando encontrar e saudar o profeta Muhammad.  Husain relata que avançou entre a multidão esperando ficar próximo do homem pelo qual tinha estado esperando.  As primeiras palavras que Husain ouviu dos lábios do profeta Muhammad foram “Ó povo! Espalhe a paz... compartilhe a comida... ore durante a noite enquanto outros dormem... e entrarão no paraíso em paz...” [1]

Husain olhou nos olhos do profeta de Deus, escrutinou seu rosto e disse com certeza completa: “Não há divindade merecedora de adoração exceto Allah e Muhammad é o mensageiro de Allah”.  Ao ouvir as palavras que saíram tão espontaneamente dos lábios do homem, o profeta se voltou para ele e perguntou com voz gentil, mas forte: “Qual o seu nome?” Husain respondeu: “Husain Ibn Salam”.  “Desse dia em diante”, disse o profeta Muhammad, “será conhecido como Abdullah Ibn Salam”. 



Notas de rodapé:

[1] At-Tirmidi & Ibn Majah

Pobre Melhor

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

  • (Não é mostrado ao público)

  • Seu comentário será analisado e publicado dentro de 24 horas.

    Campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

Diariamente
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Total
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Listar conteúdo

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia. Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

(Leia mais...) Remover