您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Equívocos sobre Allah (parte 2 de 3): Allah - o Único

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Se Deus é Único, por que o Alcorão usa a palavra Nós?

  • Por Aisha Stacey (© 2012 IslamReligion.com)
  • Publicado em 05 Nov 2012
  • Última modificação em 05 Nov 2012
  • Impresso: 80
  • Visualizado: 8417 (média diária: 3)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Allah é Deus.  É para Ele que você se volta nos momentos de necessidade.  É a Ele que agradece quando os milagres de sua vida tornam-se claros.   Allah é uma palavra que contém muitas camadas de significados.  É o nome de Deus (o mestre do universo) e é a base da religião do Islã.  Ele é Allah, o Único merecedor de toda adoração.

“Originador dos céus e da terra! Como poderia Ter prole, quando nunca teve esposa, e foi Ele Que criou tudo o que existe, e é Onisciente? Tal é Deus, vosso Senhor! Não há mais divindade além d’Ele, Criador de tudo! Adorai-O, pois porque é o Guardião de todas as coisas. A visão não O alcança, mas Ele alcança todas as visões. Ele é o Onisciente, o Sutilíssimo.” (Alcorão 6:101-103)

Na língua árabe a palavra para Deus (Allah) vem do verbo ta’allaha (ou ilaha) que significa “ser adorado”.  Portanto em árabe, a palavra “Allah” significa “O Único merecedor de toda adoração.” 

Allah é Deus, o Criador, o Sustentador do mundo, mas as diferenças e confusões surgem porque a palavra deus em português pode ser pluralizada como em deuses, ou mudar o gênero, como em deusa. Esse não é o caso em árabe. A palavra Allah se destaca e não existe plural ou gênero.  O uso das palavras Ele ou Dele são apenas gramaticais e de forma alguma indicam que Allah tenha qualquer forma de gênero que seja compreensível para nós. Allah é único.  Na língua árabe o Seu nome é imutável. Allah Se descreve para nós no Alcorão:

“Dize: Ele é Deus, o Único! Allah-us-Samad. Deus! O Absoluto! Jamais gerou ou foi gerado! E ninguém é comparável a Ele!” (Alcorão 112)

Esse breve capítulo do Alcorão é conhecido como o capítulo de pureza ou sinceridade.  Em apenas poucas palavras resume o sistema de crença islâmico; que Allah ou Deus é Único.  Está sozinho em Sua majestade; sozinho em Sua onipotência.  Não tem parceiros ou associados.  Estava lá no início e estará lá no fim.  Deus é Um.  Alguns podem perguntar: “Se Deus é Único, por que o Alcorão usa a palavra Nós?”

Essa é uma construção gramatical conhecida como plural de majestade.  Muitos idiomas usam essa construção como o árabe, o hebraico e o urdu.  Ouvimos membros de várias famílias reais ou dignitários usando a palavra nós, como “nós decretamos” ou “nós não estamos satisfeitos”.  Não indica que mais de uma pessoa está falando; mas sim, denota excelência, poder ou dignidade daquele que fala.  Quando temos esse conceito em mente, fica óbvio que não há ninguém mais merecedor de usar o “nós” de majestade do que Allah - Deus.

“Um Livro que Nós te temos revelado para que retires os humanos das trevas (e os transportes) para a luz...” (Alcorão 14:1)

Nós enobrecemos os filhos de Adão e os conduzimos pela terra e pelo mar; agraciamo-los com todo o bem, e preferimos enormemente sobre a maior parte de tudo quanto Nós criamos.” (Alcorão 17:70)

“Se quiséssemos, poderíamos anular tudo quanto Nós te temos inspirado, e não encontrarias, então, defensor algum, ante Nós.” (Alcorão 17:86)

“Ó humanos!  Se estais em dúvida sobre a ressurreição, reparai em que Nós vos criamos do pó…” (Alcorão 22:5)

Estudioso islâmico respeitado do século 13, o sheikh al Islam Ibn Taymiyyah disse que: “Toda vez que Allah usa o plural para referir-Se a Si mesmo, é baseado no respeito e honra que Ele merece, no grande número dos Seus nomes e atributos e de Suas tropas e anjos.”

O uso das palavras nós, nahnu ou nós, inna, de forma alguma indicam que exista mais de um deus.  Não têm nenhuma correlação com o conceito de trindade.   Toda a fundação da religião islâmica se apoia na crença de que só existe um Deus e Muhammad é Seu mensageiro final.

“Vosso Deus e Um só. Não há mais divindade além d’Ele, o Clemente, o Misericordiosíssimo.” (Alcorão 2:163)

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version