您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

あなたが要求した記事/ビデオはまだ存在していません。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Wicca (parte 1 de 2) O que é Wicca?

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: De um antigo sistema de crenças abandonado a bruxaria nova era.

  • Por Aisha Stacey (© 2016 IslamReligion.com)
  • Publicado em 28 Mar 2016
  • Última modificação em 28 Mar 2016
  • Impresso: 15
  • Visualizado: 6894 (média diária: 3)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Wicca1.jpgA palavra wicca vem da raiz saxônica wicce, traduzida livremente como "sábio" ou "curvar ou moldar as forças ocultas." A Wicca é a maior das religiões neopagãs[1] que são reconstruções de antigos sistemas de crenças pagãos abandonados, incluindo o celta, o egípcio, o grego, o nórdico, o romano e outras tradições.  Assim, como uma religião centrada na terra, as origens da Wicca pré-datam o Judaísmo, o Cristianismo, o Islã, o Budismo e o Hinduísmo.  A Wicca pode ser considerada uma das religiões mais antigas no mundo e, por outro lado, pode ser chamada como a mais nova, uma vez que a Wicca, como a conhecemos hoje, é uma religião neopagã recém-criada, centrada na terra. Sua origem pode ser traçada ao Gardnerianismo, fundado no Reino Unido no final da década de 1940.  Uma boa regra geral é que a maioria dos wicanos são neopagãos, mas nem todos os neopagãos são wicanos.

Alguns wicanos reconhecem um único ser supremo, às vezes chamado de "O Único" ou "O Tudo", que tem aspectos femininos e masculinos chamados de "Deusa e Deus".  Outros praticam Wicca reconhecendo a existência de muitos deuses e deusas antigos, incluindo mas certamente não limitados a: Afrodite, Ártemis, Brígida, Diana, Dionísio, Fergus, Hécate, Ísis, Pã, Thor, etc.  A Wicca também foi chamada de ateia (sem crença em deidade ou deidades).  Alguns wicanos veem a Deusa e Deus como símbolos, não como entidades vivas.  Assim, muitos wicanos podem ser considerados ateus.  Como os wicanos adoram a natureza e deusas e deuses da natureza, também podem ser chamados de panteístas.

De acordo com o renomado website canadense Religious Tolerance, alguns wicanos consideram Wicca e Bruxaria como sinônimos. Entretanto, muitos outros diferenciam entre os dois, sendo que Wicca é a religião, e bruxaria a prática de magia.   Sob essa definição a bruxaria não é uma religião e, assim, muitas pessoas consideram que a bruxaria pode ser praticada por membros de qualquer religião.

Muitos, talvez a maioria, dos wicanos são praticantes solitários e realizam seus rituais sozinhos.  Outros formam irmandades que são grupos informais de wicanos.  Geralmente não há grupo de coordenação acima do nível da irmandade, nenhuma organização estadual ou nacional, e assim não há estatísticas confiáveis.  Algumas estimativas não verificáveis afirmam que existam até 750.000 wicanos nos Estados Unidos, fazendo da Wicca a quinta maior religião organizada nos Estados Unidos.  Entretanto, todas as estimativas não são mais que estimativas sem fatos concretos nos quais se possa basear conclusões firmes.

A Wicca é às vezes conhecida como bruxaria por causa de sua associação com encantamentos e amuletos.  Os encantamentos mágicos podem tentar prejudicar ou ajudar, mas os wicanos são proibidos pelo seu sistema de crenças de se engajarem em encantamentos ou quaisquer atividades que prejudiquem outras pessoas.  As principais regras de comportamento são o Conselho wicano:  "Faça o que quiser, desde que não prejudique ninguém", que proíbe prejudicar pessoas, inclusive a si próprios, exceto em alguns casos de legítima defesa e a Lei Tríplice:  "Tudo aquilo que fizeres retornará a você nesta vida multiplicado por três; o mal também retornará multiplicado por três".

De acordo com o Mnemosyne’s Realm (Reino de Mnemosine)[2], "Encantamentos não se tratam de transformar pessoas em sapos ou conceder desejos.  Um encantamento é um conjunto de ações e orações que se faz e diz para pedir ajuda divina com algum aspecto em particular da vida." Os wicanos acreditam que as energias que criamos influencia o que acontece conosco e, assim, a magia negativa retorna para o perpetrador, como na lei tríplice.   Outros ensinamentos éticos importantes incluem viver em harmonia com as outras pessoas e tratar o meio-ambiente com respeito.  Existem oito dias wicanos de celebração que seguem as fases da lua e as estações do ano chamados Sabats.  Acredita-se que os Sabats tiveram origem nos ciclos associados com caça, cultivo e fecundidade animal.

O pentáculo e o pentagrama são os símbolos principais usados pelos wicanos e muitos outros neopagãos.  Alguns itens de ritual são comuns a quase toda tradição wicana, como o athame (punhal ritual) e o cálice (copo ritual).   Outros podem ser usados por algumas tradições, mas não outras: sinos, vassouras, velas, caldeirões, cordões, tambores, açoites, incenso, joias, pratos especiais, estátuas, espadas, bastões e varinhas.   O significado, uso e fabricação desses itens variarão entre tradições e indivíduos.  Geralmente um ritual wicano envolverá algum tipo de criação de espaço sagrado (formação de um círculo), invocação de poder divino, compartilhamento de dança/canção/alimento ou vinho e uma despedida de agradecimento e encerramento cerimonial.   Os rituais podem ocorrer em "sabats" wicanos ou marcar transições de vida como nascimentos, puberdade, casamentos, mudanças de casa, curas, mortes ou outros ritos de passagem.[3]

Os wicanos não adoram Satanás.  Nem mesmo reconhecem sua existência.   Embora seu sistema de crenças geralmente contenha um panteão de deuses e deusas, nenhum deles é uma deidade totalmente maléfica remotamente parecida com o Satanás encontrado no Cristianismo.  Como mencionado nos artigos desse site sobre Satanismo, nos séculos 15 e 16 a igreja Católica teorizou que a adoração a Satanás e a bruxaria malévola existiam e eram ameaças maciças.  Isso provocou a queima de bruxas que passou a ser chamada de caça às bruxas ou alternativamente de holocausto feminino.  Até 50.000 pessoas foram julgadas por heresia e dezenas de milhares foram executadas.  Muitas pessoas hoje associam os wicanos atuais com histórias ficcionais sobre essas bruxas da Idade Média e algumas denominações conservadoras ainda ensinam essa ficção como fato. 

Na parte 2 compararemos a Wicca com o Islã e faremos a pergunta: pode uma religião que não acredita em Satanás estar verdadeiramente livre de influências satânicas?



Notas de rodapé:

[1]Neopagão significa pagão novo.  Pagão - derivado do latim paganus, significa morador do interior.

[2] "What is Wicca," Mnemosyne’s Realm, em: (http://www.io.com/~be_think/wicca.htm)

[3] The Wicca Cook Book de Jamie Wood e Tara Seefeldt

 

 

Wicca (parte 2 de 2): Mal por definição

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Islã e Wicca - são compatíveis de alguma forma?

  • Por Aisha Stacey (© 2016 IslamReligion.com)
  • Publicado em 28 Mar 2016
  • Última modificação em 28 Mar 2016
  • Impresso: 14
  • Visualizado: 5829 (média diária: 3)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Wicca2.jpgQuando uma pessoa estabelece que Wicca e Satanismo são polos distantes é fácil pensar que a Wicca é uma religião inofensiva. Pode até parecer que a Wicca no século 21 é pouco mais que sentimentos hippies harmoniosos e religiões antigas baseadas na natureza convertidas em uma forma de ambientalismo.  Entretanto, essa não é a realidade. Lidar com bruxaria com seriedade, ou por brincadeira, é um passatempo perigoso. Não fazer distinção entre quem ou o que controla os destinos da humanidade é perigoso.  Embora pareça claro que a grande maioria dos wicanos não acredita e nem sabidamente trabalhe para Satanás, a opinião islâmica é que a religião wicana é altamente influenciada por Satanás, independente de os praticantes terem ou não essa intenção.

Primeiro examinemos um dos princípios mais básicos do Islã. Um dos pilares da fé no qual um muçulmano acredita é no Qadr, ou destino divino.  O que acontece em nossas vidas, o bom e o que percebemos como mau, é parte do que Deus decretou muito antes de termos existido. Nada acontece sem a permissão de Deus, nem mesmo uma folha que cai de uma árvore ou uma gota de chuva que cai sobre o painel de sua janela.  Portanto, imaginar que alguém ou algumas palavras mágicas são capazes de transformar o bom em algo mau ou provocar resultados desejáveis é realmente muito absurdo.  Colocar nossa fé em algo mais que o próprio Deus é inútil, mas não somente isso, para um muçulmano é perigoso.

Acreditar que Deus tem parceiros ou que existam pessoas com mais acesso a Deus que outras é um grande pecado, e Satanás só quer afastar as pessoas de Deus e levá-las para o caminho da destruição.  Aí reside o perigo na Wicca.  Aqueles que considerem a Wicca como religião dizem que fazer encantamentos é pouco mais que pedir ajuda divina.  Entretanto, por Seu amor pela Sua criação Deus nos deu o Alcorão e a Sunnah (ensinamentos do profeta Muhammad) autêntica, dos quais aprendemos a maneira correta de pedir ajuda divina.  Ela não é obtida com a ajuda de sinos, velas, bastões, caldeirões, varinhas e outras parafernálias wicanas.  Uma pessoa deve colocar sua confiança em Deus e pedir ajuda somente a Ele. Somente Deus concede bênçãos ou remove o mal e alivia o sofrimento.

"Ninguém nos céus e na terra tem conhecimento do oculto, exceto Allah. Eles não se apercebem de quando serão ressuscitados." (Alcorão 27:65)

Bruxaria, adivinhação e previsões mediúnicas não são mais que truques de Satanás designados para levar os seres humanos à perdição.  Tendo dito isso, entretanto, a existência de magia é confirmada pelo Alcorão e as tradições do profeta Muhammad.  É uma realidade e uma verdade.  O truque reside em fazer as pessoas acreditarem que jogar com forças do mal é inofensivo.  Mesmo que o assunto em questão seja benigno, a magia em todas as suas formas afasta a pessoa de Deus.  A magia é uma arte que requer habilidade e proficiência e é um tipo de conhecimento que tem uma base, metodologia e princípios.  Não é permissível aprendê-la no Islã.  A arte e seus parentes próximos como as cartas de tarô, ler folhas de chá e horóscopos são proibidos para os muçulmanos.

"Quem for a um adivinho e lhe perguntar sobre qualquer coisa não terá suas orações aceitas por quarenta dias."[1] 

Isso diz muito sobre a gravidade da situação e em alguns países até enganar usando magia e acessórios de magia são punidos pela lei.

Recentemente dois homens foram presos no aeroporto dos Emirados Árabes. Em suas bagagens foram encontrados 1.200 objetos classificados como ilegais em 28 categorias, incluindo textos contendo encantamentos e rituais mágicos, talismãs, peles e ossos de animais, recipientes contendo sangue e outros líquidos, cordões e alianças estranhas. O direto da alfândega mencionou que a credulidade das pessoas era geralmente retribuída com fraude. Essa é outra razão porque a Wicca não é aceita pelo Islã, seja praticada ou não como religião.

As pessoas que alegam serem capazes de dizer o que acontecerá no futuro estão na maior parte fazendo predições falsas baseadas em seu conhecimento de personalidades, linguagem corporal, etc.  Entretanto, existe outra categoria de pessoas que realmente lida com Satanás e seus subalternos, tanto entre os jinns quanto entre humanos.  Essas pessoas estão envolvidas no mal percebam ou não e, infelizmente, muito dano pode ser causado por pessoas que pensam que estão fazendo o bem ou desfrutando de um passatempo inofensivo.

Há um tipo de magia que tem como objetivo criar ódio ou amor.  É feita dando nós e assoprando-os e usando poções.  Essa magia é capaz de fazer um homem amar ou odiar sua esposa ou uma mulher amar ou odiar seu marido. Também pode afetar o relacionamento com outra pessoa que não seja seu cônjuge.  Assim, Deus nos ordenou que busquemos refúgio Nele do mal daqueles que sopram nós e também de todo o mal.

Dize: "Amparo-me no Senhor da Alvorada; Do mal de quem por Ele foi criado. Do mal da tenebrosa noite, quando se estende. Do mal dos que praticam ciências ocultas. Do mal do invejoso, quando inveja!" (Alcorão 113)

Em resumo, sistemas antigos de crenças pagãs são apenas isso: sistemas antigos de crenças pagãs. Não existe necessidade de reinventar crenças com milhares de anos de idade. Deus nos deu uma religião (ou seja, o Islã) digna da humanidade e que verdadeiramente tem todas as respostas. A Wicca pode parecer um oásis de paz para muitos, mas a verdadeira paz reside em obedecer aos mandamentos de Deus e viver a vida que Deus nos predeterminou.



Notas de rodapé:

[1] Saheeh Muslim

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Mais visualizados

Diariamente
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Total
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version