L'article / vidéo que vous avez demandée ne existe pas encore.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Статьи / видео вы запросили еще не существует.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

あなたが要求した記事/ビデオはまだ存在していません。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'article / vidéo que vous avez demandée ne existe pas encore.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Статьи / видео вы запросили еще не существует.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Fontes islâmicas: Alcorão e Sunnah (parte 1 de 2):

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: A religião do Islã é baseada no Alcorão (a Palavra de Deus) e a Sunnah (ensinamentos e atributos do profeta Muhammad).  Parte 1: Alcorão: A fonte primária do Islã.

  • Por islaam.net
  • Publicado em 19 May 2014
  • Última modificação em 27 Mar 2016
  • Impresso: 32
  • Visualizado: 7347 (média diária: 4)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Islamic-Sources-Part-1.jpgA manifestação suprema da graça de Deus para o homem, a sabedoria suprema e a beleza suprema de expressão: em resumo, a palavra de Deus.  Assim é como o estudioso alemão, Muhammad Asad, descreveu o Alcorão.  Se pedíssemos a qualquer muçulmano para descrevê-lo, provavelmente usariam palavras semelhantes.  O Alcorão, para o muçulmano, é a Palavra irrefutável e inimitável de Deus.  Foi revelado por Deus Todo-Poderoso através do profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele.  O próprio profeta não teve um papel na autoria do Alcorão. Foi meramente um Mensageiro, repetindo o que foi ditado pelo Criador divino:

“Ele (Muhammad) não fala por capricho. Isso não é senão a inspiração que lhe foi revelada.” (Alcorão 53:3-4)

O Alcorão foi revelado em árabe ao Profeta Muhammad em um período de vinte e três anos.  É composto de um estilo tão único que não pode ser considerado poesia ou prosa, mas uma espécie de mistura de ambas.  O Alcorão é inimitável. Não pode ser simulado ou copiado e Deus, Todo-Poderoso, desafia a humanidade a fazê-lo, se achar que pode:

“Dirão ainda: ‘Porventura, ele o tem forjado (o Alcorão)?’ Dize: Componde, pois, uma surata semelhante às deles; e podeis recorrer, para isso, a quem quiserdes, em vez de Deus, se estiverdes certos.” (Alcorão 10:38)

A linguagem do Alcorão é de fato sublime, sua recitação emocionante, como destacou um estudioso não muçulmano, “era como a cadência das batidas do meu coração.” Devido ao seu estilo único de linguagem, o Alcorão não é de leitura muito fácil, mas é relativamente fácil de lembrar.  Esse último aspecto tem desempenhado um papel importante não apenas na preservação do Alcorão, mas também na vida espiritual dos muçulmanos.  O próprio Deus declara:

“Em verdade, fizemos o Alcorão fácil de compreender e lembrar para a admoestação. Haverá, porventura, algum admoestado?” (Alcorão 54:17)

Uma das características mais importantes do Alcorão é que permanece hoje como o único livro sagrado que não foi alterado. Permaneceu livre de toda e qualquer adulteração.  Sir William Muir afirma: “Provavelmente não existe outro livro no mundo que permaneceu doze séculos (agora quatorze) com um texto tão puro.” O Alcorão foi escrito durante a vida e sob a supervisão do profeta, que era iletrado.  Assim, sua autenticidade é imaculada e sua preservação é vista como um cumprimento da promessa de Deus:

“Nós revelamos a Mensagem e somos o Seu Preservador.” (Alcorão 15:9)     

O Alcorão é um livro que fornece ao ser humano o alimento espiritual e intelectual que anseia.  Seus temas principais incluem a unicidade de Deus, o propósito da existência humana, fé e consciência de Deus, a Vida Futura e seu significado.  O Alcorão também dá grande ênfase à razão e entendimento.  Nessas esferas do entendimento humano, o Alcorão vai além de apenas satisfazer o intelecto humano, provocando a reflexão. Ao contrário de outras escrituras, existem desafios e profecias corânicas. É cheio de fatos que apenas recentemente foram descobertos. Um dos campos mais excitantes nos últimos anos foi a descoberta de informação científica significativa no Alcorão, incluindo o evento do Big Bang, dados embriológicos e outras informações relacionadas à astronomia, biologia, etc. Não há uma única afirmação que não tenha sido sustentada por descobertas modernas.  Em resumo, o Alcorão preenche o coração, a alma e a mente.  Talvez a melhor descrição do Alcorão tenha sido dada por Ali, o primo do profeta Muhammad quando fez uma exposição sobre ele:

“O livro de Deus. É o registro do que aconteceu antes, o julgamento do que acontece no presente e as profecias do que virá. É decisivo e não um caso para superficialidade. Quem for um tirano e ignorar o Alcorão, será destruído por Deus. Quem buscar outra orientação, será desorientado. O Alcorão é o elo inquebrantável de conexão com Deus. É a lembrança cheia de sabedoria e a senda reta.  O Alcorão não foi deturpado pelas línguas, nem pode ser desviado pelos caprichos. Nunca se torna entediante com o estudo repetitivo e os estudiosos sempre quererão mais.  As maravilhas do Alcorão são intermináveis.  Quem falar com o Alcorão, falará a verdade. Quem governar com ele será justo e quem se apegar a ele será guiado para a senda reta.” (Al-Tirmidhi)

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version