L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Quero ser muçulmano, mas... Mitos sobre se converter ao Islã (parte 1 de 3)

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Deus facilita a conversão ao Islã, não dificulta.

  • Por Aisha Stacey (© 2014 IslamReligion.com)
  • Publicado em 12 May 2014
  • Última modificação em 02 Apr 2018
  • Impresso: 126
  • Visualizado: 34719 (média diária: 24)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 1
  • Comentado em: 0

IwantToBeMuslimPart1.jpgA crença mais fundamental no Islã é que não há verdadeira divindade, exceto Allah.  Ele, o Único, o Primeiro e o Último, não tem parceiros, filhos, filhas ou intermediários.  Está sozinho em Seu Domínio e em Sua onipotência.  É um conceito muito simples e é simplesmente a verdade.  Entretanto, às vezes a crença pura em Deus pode ser esmagadora.  Geralmente ficamos surpresos quando invocamos Deus e Ele responde imediatamente. 

A religião do Islã abrange esse conceito simples - que Deus é Único e o envolve em um pacote chamado submissão.  Islã significa submissão à vontade de Deus. A palavra raiz do Islã (sa-la-ma) é a mesma que é compartilhada com a palavra árabe que significa paz e segurança. Em essência, paz e segurança vêm de viver a vida de acordo com a vontade de Deus.  Como um círculo da vida, sempre começa e termina no mesmo lugar - não há divindade exceto Allah.  Quando nos submetemos à vontade de Deus somos muçulmanos e para demonstrar nossa sinceridade testemunhamos que somos muçulmanos dizendo, sozinhos ou na companhia de outros muçulmanos, La ilah illa Allah, Muhammad rasoolu Allah.  Não há verdadeira divindade exceto Allah e Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, é Seu mensageiro.

Sempre que um ser humano experimenta e compreende a misericórdia de Deus, Satanás tenta ao máximo prejudicar aquele indivíduo.  Satanás não quer que sintamos conforto e misericórdia. Quer que nos sintamos ansiosos e deprimidos.  Quer que cometamos erros e pecados.  Satanás se desespera por jamais sentir o amor de Deus e, portanto, quer corromper tantos seres humanos quanto possível.

(Satanás disse) “Disse: Juro que, por me teres extraviado, desviá-los-ei da Tua senda reta. E, então, atacá-los-ei pela frente e por trás, pela direita e pela esquerda e não acharás, entre eles, muitos agradecidos!” (Alcorão 7:16-17) 

Sempre que uma pessoa percebe a verdade e quer se tornar muçulmana, Satanás introduz a palavra “mas”.  Quero ser muçulmano...MAS!  Mas não estou pronto.  Mas não falo árabe.  Mas sou branco.  Mas não sei muito sobre o Islã.  Deus nos alertou contra Satanás e sua astúcia.

"Ó Filhos de Adão, Que Satanás não vos seduza.” (Alcorão 7:27)

"Posto que Satanás é vosso inimigo, tratai-o, pois como inimigo.” (Alcorão 35:6)

Os sussurros de Satanás tentam nos impedir de converter ao Islã.  Essas ideias não devem ser um empecilho para uma pessoa se conectar ou reconectar com o Deus Misericordioso.  Nesse artigo e no próximo discutiremos alguns dos mitos mais proeminentes, os escrutinaremos e veremos que Deus é de fato Misericordioso.  Ele facilita a conversão ao Islã, não a dificulta.  Sem mas!

1.     Quero ser muçulmano, mas não quero mudar meu nome.

Uma pessoa que abraça o Islã não tem que mudar o nome.  O Profeta Muhammad, que Deus o exalte, disse que todos têm o direito a um bom nome, um nome que tenha significado ou caráter.  Para a vasta maioria das pessoas isso não é um problema. Entretanto, se descobrir que seu nome tem um significado ruim ou uma associação com pecadores ou tiranos, é melhor mudá-lo para algo mais aceitável.  Se o nome de uma pessoa é o nome de um ídolo ou reflete servidão a algo ou alguém além de Deus, então tem que ser mudado.  Lembre, entretanto, que o Islã é fácil.  Se trocar o seu nome oficialmente causar dificuldade, angústia ou dano, é suficiente trocá-lo somente entre amigos e família.

2.     Quero ser muçulmano, mas não sei árabe.

A religião do Islã foi revelada para todos os povos, em todos os lugares e em todas as épocas.  Não é uma religião exclusivamente para árabes ou para quem fala a língua árabe.  De fato a maioria dos 1,4 bilhões de muçulmanos não tem origem árabe.  Uma pessoa pode se tornar muçulmana sem saber uma única palavra de árabe. Isso não afeta sua habilidade de aceitar o Islã.  Entretanto, a língua do Alcorão é o árabe e as orações diárias são feitas em árabe. Então, embora não seja necessário aprender a língua, depois da conversão será necessário aprender algumas palavras árabes.

Se a pessoa não for capaz de aprender árabe suficiente para realizar suas orações por causa de alguma dificuldade na fala ou porque não é capaz de pronunciar o árabe, deve tentar o máximo que puder.  Se não for possível aprender pelo menos um pouco de árabe, então é isenta dessa obrigação porque Deus não sobrecarrega as pessoas com mais do que são capazes de suportar.  Entretanto, Deus também diz que facilitou o aprendizado do Alcorão e, portanto, é obrigatório que a pessoa faça o seu melhor.

“Deus não impõe a nenhuma alma uma carga superior às suas forças.” (Alcorão 2:286)

“Em verdade, fizemos o Alcorão fácil de compreender e lembrar...” (Alcorão 54:17)

Um homem veio ao Profeta Muhammad e disse: “Ó Mensageiro de Deus! Ensine-me algo do Alcorão que será suficiente para mim, porque não sei ler.” Ele disse: “Diga: Subhaan-Allaah wa’l-hamdu Lillaah wa laa ilaaha ill-Allaah wa Allaahu akbar wa laa hawla wa la quwwata illa Billaah (Glorificado seja Deus, livre de toda a imperfeição. Não existe divindade exceto Allah e Deus é o Maior, não há divindade exceto Allah e não há poder ou força exceto com Deus).” [1]

Entrar no Islã é fácil.  É um processo simples, livre de complicações.  Na parte 2 discutiremos a circuncisão, o fato de que no Islã não há restrições étnicas ou raciais e se tornar muçulmano sem saber muito sobre o Islã.



Notas de rodapé:

[1] Abu Dawood, An Nasai.

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version