Статьи / видео вы запросили еще не существует.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

あなたが要求した記事/ビデオはまだ存在していません。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Статьи / видео вы запросили еще не существует.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Salvação no Islã (parte 1 de 3): O que é salvação?

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Alcance a salvação através da adoração sincera.

  • Por Aisha Stacey (© 2014 IslamReligion.com)
  • Publicado em 07 Jul 2014
  • Última modificação em 06 Apr 2015
  • Impresso: 50
  • Visualizado: 16266 (média diária: 8)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

O Islã nos ensina que a salvação é alcançável através da adoração de Deus apenas.  Uma pessoa deve acreditar em Deus e seguir Seus mandamentos.  Essa é a mesma mensagem ensinada por todos os profetas, incluindo Moisés e Jesus.  Existe um único Deus merecedor de adoração.  Um Deus, sem parceiros, filhos ou filhas.  Salvação e, portanto, felicidade eterna, podem ser alcançadas pela adoração sincera.

Além disso, o Islã nos ensina que os seres humanos nascem sem pecado e são naturalmente inclinados a adorar somente a Deus (sem quaisquer intermediários).  Para reter esse estado de ausência de pecado a humanidade deve seguir os mandamentos de Deus e se empenhar em viver uma vida virtuosa.  Se alguém incorrer em pecado, tudo que é exigido é o arrependimento sincero, seguido da busca pelo perdão de Deus.  Quando uma pessoa peca se afasta da misericórdia de Deus. Entretanto, o arrependimento sincero a aproxima de Deus. 

Salvação é uma palavra poderosa que o dicionário define como o ato de preservação ou libertação da destruição, dificuldade ou mal.  Teologicamente é o resgate espiritual do pecado e suas consequências.  Mais especificamente, no Cristianismo é associado com redenção e a expiação de Jesus.  Salvação no Islã é um conceito muito diferente.  Embora ofereça libertação do fogo do inferno, também rejeita alguns dos princípios básicos do Cristianismo e afirma claramente que a salvação é alcançada somente por meio da submissão a Deus, o misericordioso.

"Que mencionam Deus, estando em pé, sentados ou deitados, e meditam na criação dos céus e da terra, dizendo: Ó Senhor nosso, não criaste isto em vão. Glorificado sejas! Preserva-nos do tormento infernal!" (Alcorão 3: 191)

De acordo com a doutrina cristã, a humanidade é considerada desviada e pecadora.  A doutrina do pecado original afirma que a humanidade já nasce contaminada pelo pecado de Adão e, portanto, separada de Deus e precisando de um redentor.  O Islã, por outro lado, rejeita totalmente o conceito cristão do pecado original e a noção de que a humanidade nasce em pecado. 

A ideia de que bebês ou crianças inocentes são pecadoras soa completamente absurda para um crente que sabe que o Islã se trata de perdão original e não de pecado original.  A humanidade, de acordo com o Islã, nasce em um estado de pureza, sem pecado, e naturalmente inclinada à adoração e louvor de Deus.  Entretanto, seres humanos também receberam o livre arbítrio e podem cometer erros e pecar. São até capazes de cometer grandes males.

Toda vez que uma pessoa peca, é a única responsável por aquele pecado.  Cada pessoa é responsável por seus próprios atos.  Consequentemente, nenhum ser humano é responsável pelos erros cometidos por Adão e Eva.  Deus diz no Alcorão:

"Nenhuma alma arca com o pecado de outra." (Alcorão 35:18)

Adão e Eva cometeram um erro, se arrependeram sinceramente e Deus em Sua infinita sabedoria os perdoou.  A humanidade não está condenada a ser punida, geração após geração.  Os pecados do pai não são transferidos para os filhos.

"E ambos comeram (os frutos) da árvore, e suas vergonhas foram-lhes manifestadas, e puseram-se a cobrir os seus corpos com folhas de plantas do Paraíso. Adão desobedeceu ao seu Senhor e foi seduzido. Mas logo o seu Senhor o elegeu, absolvendo-o e encaminhando-o." (Alcorão 20:121-122)

Acima de tudo o Islã nos ensina que Deus é perdoador e continuará perdoando, repetidamente.  Faz parte do ser humano cometer erros.  Algumas vezes os erros são feitos sem deliberação ou má intenção, mas às vezes consciente e deliberadamente pecamos e prejudicamos outras pessoas.  Portanto, como seres humanos precisamos constantemente de perdão.

A vida deste mundo está repleta de testes e tribulações, mas Deus não abandonou a humanidade a esses testes.  Deus equipou a humanidade com o intelecto e a habilidade de fazer escolhas e tomar decisões.  Deus também nos deu palavras de orientação.  Como nosso criador, Ele está bem ciente de nossa natureza e ansioso para nos guiar na senda reta que leva à bênção eterna.

O Alcorão é a revelação final de Deus e é aplicável para toda a humanidade; todas as pessoas, todos os lugares, todas as épocas.  Em todo o Alcorão Deus pede continuamente que nos voltemos para Ele em arrependimento e peçamos Seu perdão.  Esse é o caminho para a salvação.  Esse é nosso resgate da destruição.

"E quem cometer uma má ação ou se condenar e, em seguida (arrependido), implorar o perdão de Deus, sem dúvida achá-Lo-á Indulgente, Misericordiosíssimo."  (Alcorão 4:110)

"Ó meu povo! Implorai o perdão de vosso Senhor e voltai-vos a Ele, arrependidos, Que vos enviará do céu copiosa chuva e adicionará força à vossa força. Não vos afasteis, tornando-vos pecadores!" (Alcorão 11:52)

"Dize: Ó servos Meus, que se excederam contra si próprios, não desespereis da misericórdia de Deus; certamente, Ele perdoa todos os pecados, porque Ele é o Indulgente, o Misericordiosíssimo." (Alcorão 39:53)

O Alcorão não é apenas um livro de orientação, é um livro de esperança.  Nele, o amor, misericórdia e perdão de Deus são óbvios e, assim, a humanidade é lembrada de não entrar em desespero.  Não importa os pecados que uma pessoa possa ter cometido. Se ela se voltar para Deus de forma resoluta, em busca de salvação, a salvação está assegurada.

O profeta Muhammad descreveu o pecado como pontos negros que cobrem o coração.  Disse: "Em verdade se um crente peca, um ponto negro cobre seu coração.  Se se arrepende, para o pecado e busca perdão, seu coração fica limpo novamente.  Se persistir (ao invés de se arrepender), o ponto negro aumenta até cobrir seu coração..." [1]

A salvação não é necessária no Islã por causa da mancha do pecado original.  A salvação é necessária porque a humanidade é imperfeita e precisa do perdão e amor de Deus.  Para entender o conceito de salvação corretamente, devemos entender outros tópicos incorporados na salvação.  Esses tópicos são a compreensão da importância do tawhid, ou a unicidade de Deus, e saber como se arrepender sinceramente.  Discutiremos esses tópicos nos dois próximos artigos.



Notas de rodapé:

[1] Ibn Majah.

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version