Статьи / видео вы запросили еще не существует.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

あなたが要求した記事/ビデオはまだ存在していません。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Статьи / видео вы запросили еще не существует.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

A História de Moisés (parte 4 de 12): Um Estranho em uma Terra Estranha

Classificação:   
Tamanho da fonte:

Descrição: Moisés encontra abrigo em Madian.

  • Por Aisha Stacey (© 2012 IslamReligion.com)
  • Publicado em 09 Apr 2012
  • Última modificação em 09 Apr 2012
  • Impresso: 1130
  • Visualizado: 297084 (média diária: 112)
  • Classificação: 5 de 5
  • Classificado por: 2
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 2

Depois de caminhar por mais de uma semana pelo deserto escaldante, Moisés chegou a um oásis onde grupos de homens davam água aos seus animais.  Estavam se empurrando, brigando, brincando e rindo, comportando-se de maneira rude e desordeira.  Moisés atirou-se ao chão grato pela sombra de uma árvore.  Quando recuperou o fôlego, notou duas mulheres e seu rebanho de ovelhas.  Estavam paradas um pouco mais atrás, hesitantes em se aproximar do poço.

Moisés era um homem de honra.  Embora estivesse exausto e desidratado, não pode suportar ver as mulheres afastadas com medo de irem na direção do poço.  Ele as aproximou e perguntou por que os homens de sua família não cuidavam das ovelhas.  As duas jovens mulheres explicaram que seu pai era um homem idoso e a tarefa de pastorear as ovelhas era agora responsabilidade delas.

Moisés levou as ovelhas das mulheres para o poço, onde facilmente passou entre os homens que já estavam lá.  Depois de completar essa tarefa, a energia de Moisés tinha se esgotado.  Sentou-se sob a sombra da árvore e começou a suplicar a Deus.  Disse: “Ó Senhor, a dádiva que me conceder, com certeza estou necessitado.”

“E quando se dirigiu rumo a Madian, disse: Quiçá meu Senhor me indique a senda reta. E quando chegou à aguada de Madian, achou nela um grupo de pessoas que dava de beber (ao rebanho), e viu duas moças que aguardavam, afastadas, por seu turno. Perguntou-lhes: Que vos ocorre? Responderam-lhe: Não podemos dar de beber (ao nosso rebanho), até que os pastores se tenham retirado, (e temos nós de fazer isso) porque o nosso pai é demasiado idoso. Assim, ele deu de beber ao rebanho, e logo, retirando- se para uma sombra, disse: Ó Senhor meu, em verdade, estou necessitado de qualquer dádiva que me envies!”  (Alcorão 28:22-24)

O Alcorão nos relata as histórias dos profetas de Deus para que possamos aprender com elas.  Os profetas são modelos de comportamento valiosos e suas vidas não são tão diferentes das nossas.  Quantas vezes cada um de nós se jogou ao chão ou em uma cadeira em desespero?  Quantas vezes nos sentimos tão cansados física ou mentalmente que parecíamos incapazes de prosseguir por nem sequer mais um segundo?

      Moisés mais uma vez se voltou para a única fonte real de ajuda para a humanidade – Deus e antes que sua súplica terminasse a ajuda estava a caminho.  Moisés provavelmente esperava por uma fatia de pão ou um punhado de tâmaras, mas ao invés disso Deus concedeu segurança, provisões e uma família.

      Uma das duas mulheres retornou para Moisés.  Conduzia-se com modéstia e timidez e disse a Moisés: “Meu pai quer recompensá-lo por sua gentileza e o convida à nossa casa.”  Consequentemente, Moisés levantou-se e foi ver o homem idoso.  Sentaram-se juntos e Moisés relatou sua história.  O idoso atenuou seus temores e contou a Moisés que ele tinha cruzado em segurança a fronteira egípcia; estava agora em Madian e a salvo das autoridades que pudessem estar lhe perseguindo.

“E uma (moça) se aproximou dele, caminhando timidamente, e lhe disse: Em verdade meu pai te convida para recompensar-te por teres dado de beber (ao nosso rebanho). E quando se apresentou a ele e lhe fez a narração da (sua) aventura, (o ancião) lhe disse: Não temas! Tu te livraste dos iníquos.”  (Alcorão 28:25)

Depois de Moisés ter sido convidado a ficar com a família, uma das mulheres se aproximou do pai em particular e aconselhou-o a contratar Moisés.  Quando o pai perguntou por que, ela respondeu que ele era forte e confiável.  Duas qualidades que o Islã nos ensina que são sinais de liderança.  Nos anos que se seguiram à morte do profeta Muhammad, que Deus o louve, os líderes da nação muçulmana eram escolhidos por essas duas qualidades.  Aprendiam suas políticas do Alcorão, das histórias dos seus predecessores virtuosos.

O idoso, que alguns sábios acreditam que fosse o profeta Shuaib, embora não existam fontes autênticas que confirmem ou neguem isso, ofereceu a Moisés a proteção e segurança de sua própria família.  Deu a Moisés uma de suas filhas em casamento, com a condição de que ele trabalhasse por oito anos, ou dez se Moisés concordasse em ficar por mais dois anos.  Moisés era um estranho em uma terra estranha.  Exausto e sozinho, mas Deus ouviu sua súplica e o proveu com fontes que Moisés nunca poderia ter imaginado.

“Uma delas disse, então: Ó meu pai, emprega-o, porque é o melhor que poderás empregar, pois é forte e fiel. Disse (o pai): Na verdade, quero casar-te com uma das minhas filhas, com a condição de que me sirvas durante oito anos; porém, se cumprires dez, será por teu gosto, pois não quero obrigar-te e, se Deus quiser, achar-me-ás entre os justos. Respondeu-lhe: Tal fica combinado entre mim e ti, e, seja qual for o término que tenha de cumprir, que não haverá injustiça contra mim. seja Deus testemunha de tudo quanto dissermos!”  (Alcorão 28: 26-28)

Como crentes não devemos nunca esquecer que Deus ouve nossas orações e súplicas e responde.  Às vezes a sabedoria por trás das respostas está além de nossa compreensão, mas Deus deseja apenas o bem para nós.  Colocar nossa confiança em Deus e submetermo-nos à Sua vontade permitirá ao crente enfrentar qualquer tempestade e se manter firme perante a adversidade.  Nunca estamos sozinhos, assim como Moisés não estava sozinho enquanto cruzava o deserto fugindo da única vida e terra que tinha conhecido.

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas
Comentários de Usuário Visualizar comentários

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version