L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Profeta Saleh

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Deus enviou profetas para todas as nações na terra.

  • Por Aisha Stacey (© 2012 IslamReligion.com)
  • Publicado em 03 Sep 2012
  • Última modificação em 17 Feb 2014
  • Impresso: 78
  • Visualizado: 4984 (média diária: 2)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Deus disse no Alcorão que os profetas e mensageiros foram enviados para toda nação na terra e que todos divulgaram a mesma mensagem – adorar somente o Deus Único, sem parceiros, filhos ou filhas.  A maioria dos profetas mencionados no Alcorão e nas tradições do profeta Muhammad é reconhecível e considerada profetas nas fés judaica e cristã.  O profeta Saleh, entretanto, é um dos quatro profetas árabes e sua história não é universalmente conhecida.

“Antes de ti, havíamos enviado mensageiros; as histórias de alguns deles te temos relatado, e há aqueles dos quais nada te relatamos. E a nenhum mensageiro é dado apresentar sinal algum, senão com o beneplácito de Deus.” (Alcorão 40:78)

Ad e Tamud foram duas grandes civilizações destruídas por Deus devido a sua excessiva maldade.  Depois da destruição de Ad, Tamud a sucedeu em poder e grandeza.  O povo levava vida excessivamente rica, construía grandes edificações nas planícies e encravadas nas montanhas.  Infelizmente com seu estilo de vida extravagante tornaram-se idólatras e maus.  O profeta Saleh foi enviado para admoestar o povo de Tamud de que Deus não estava satisfeito com seu comportamento e que enviaria pesadas chuvas se não corrigissem seu comportamento maléfico.

Saleh era um homem piedoso e virtuoso que detinha uma posição de liderança na comunidade, mas seu chamado para adorar somente a Deus enfureceu muitas pessoas.  Alguns entenderam a sabedoria de suas palavras, mas a maioria das pessoas desacreditou e prejudicou Saleh com palavras e ações.

“Ó Saleh, eras para nós a esperança antes disto. Pretendes impedir-nos de adorar o que nossos pais adoravam? Estamos em uma inquietante dúvida acerca do que nos predicas.” (Alcorão 11:62)

O povo de Tamud reuniu-se em um lugar de encontro nas sombras de uma grande montanha.  Exigiram que Saleh provasse que o Deus Único do qual falava era verdadeiramente poderoso e forte.  Pediram-lhe que realizasse um milagre – fazer com que uma camela única e incomparável emergisse das montanhas próximas.  Saleh dirigiu-se a seu povo perguntando se eles creriam em sua mensagem se a camela aparecesse.  Responderam um sonoro sim e o povo orou junto com Saleh para que o milagre ocorresse.

Pela graça de Deus uma enorme camela grávida de dez meses emergiu das rochas na base da montanha.  Algumas das pessoas entenderam a magnitude desse milagre, mas a maioria continuou a descrer.  Viram um enorme e estonteante sinal e ainda assim se mantiveram arrogantes e teimosos.

“Havíamos apresentado ao povo de Tamud a camela como um sinal evidente, e eles a trataram erradamente;” (Alcorão 17:59)

O comentador do Alcorão e sábio muçulmano Ibn Kathir nos informa que existem vários relatos da camela e sua natureza milagrosa.  Diz-se que a camela apareceu de uma rocha que se abriu e algumas pessoas destacaram que a camela era tão grande que era capaz de beber toda a água dos poços da cidade em um dia.  Outras pessoas disseram que a camela foi capaz de produzir leite suficiente todos os dias para alimentar toda a população.  A camela viveu entre o povo de Tamud e, tristemente, os descrentes que tinham assediado Saleh voltaram sua raiva e ressentimento para a camela.

Embora muitas pessoas acreditassem em Deus, ouvissem o profeta Saleh e compreendessem o milagre da camela, muitas outras se recusavam teimosamente a ouvir.  As pessoas começaram a reclamar de que a camela bebia muita água ou que ela assustava as outras criações.  O profeta Saleh começou a temer pela camela.  Alertou seu povo de um grande tormento que recairia sobre eles se fizessem mal a camela.

“Ó povo meu, eis aqui a camela de Deus, a qual é um sinal para vós! Deixai-a pastar na terra de Deus e não a maltrateis, porque um castigo, que está próximo, açoitar-vos-á.” (Alcorão 11:64)

Um grupo de homens encorajados por suas mulheres planejaram matar a camela e aproveitaram a primeira oportunidade para flechá-la e atingi-la com uma espada.  A camela caiu no chão e morreu.  Os assassinos celebraram e parabenizaram uns aos outros e os descrentes riram e ironizaram Saleh.  O profeta Saleh alertou o povo que um grande tormento recairia sobre eles em três dias, mas tinha esperança de que vissem o erro de seus comportamentos e buscassem o perdão de Deus.  O profeta Saleh disse:  “Ó povo meu, eu vos comuniquei a mensagem do meu Senhor e vos aconselhei; porém, vós não apreciais os conselheiros.”  (Alcorão 7:79) Entretanto, o povo de Tamud ironizou as palavras de Saleh e planejou destruí-lo e a sua família de forma tão brutal quanto a que tinham matado a camela.

“E havia, na cidade, nove indivíduos, que causaram corrupção na terra, e não praticavam o bem. Eles disseram: Juramos que o surpreenderemos a ele e à sua família durante a noite, matando-os; então, diremos ao seu protetor: Não presenciamos o assassinato de sua família, e somos verazes (nisso).”  (Alcorão 27: 48 & 49)

Deus salvou o profeta Saleh e todos os seus seguidores; empacotaram alguns poucos pertences e com os corações pesados mudaram para outro lugar.  Depois de três dias o aviso do profeta Saleh veio a acontecer.  O céu ficou cheio de raios e trovões e a terra tremeu violentamente.  Deus destruiu a cidade de Tamud e seu povo morreu em um tormento de medo e descrença.

Ibn Kathir disse que o povo de Saleh caiu morto, todos ao mesmo tempo.  Sua arrogância e descrença não puderam salvá-los, nem seus ídolos.  Suas edificações enormes e extravagantes não os protegeram.  Deus continua a enviar orientação clara para a humanidade, mas os descrentes persistem em sua arrogância e negação.  Deus é misericordioso e perdoador. Ama perdoar.  Entretanto, os avisos de Deus não devem ser ignorados.  A punição de Deus, como o povo de Tamud experimentou, pode ser rápida e severa.

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version