您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

How to Behave When Struck by Illness (part 1 of 2): Bearing Afflictions with Patience

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: No illness or injury touches a human being without God’s permission. 

  • Por Aisha Stacey (© 2013 IslamReligion.com)
  • Publicado em 05 Aug 2013
  • Última modificação em 05 Aug 2013
  • Impresso: 39
  • Visualizado: 6503 (média diária: 2)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Before talking about how a believer behaves when ill or injured it is important to understand just what Islam teaches us about the life of this world.  Our existence here on earth is but a transient stop, on the way to our real life in the Hereafter.  Paradise or Hell will be our permanent abode. This world is a place of trial and testing.  God created it for us, for our enjoyment, but it is a place of more than just worldly pleasures.  It is here that we fulfil our true purpose; we live our lives based on the worship of God.  We laugh, we play, we cry and we feel heartache and sorrow, but every condition and every emotion is from God.  We react with patience and thankfulness and hope for eternal reward.  We fear eternal punishment and know with certainty that God is the source of all mercy and all forgiveness.

“And this life of the world is only amusement and play!  Verily, the home of the Hereafter, that is the life indeed (i.e. the eternal life that will never end), if they but knew.” (Quran 29:64)

God did not create us and then abandon us to the pleasures and trials of life; rather He sent Messengers and Prophets to teach us and Books of revelation to guide us.  He also provided us with countless blessings.  Each blessing makes life wonderful and at times bearable.  If we stop for a moment and contemplate our existence, the blessings of God become evident.  Observe the rain falling outside, feel the tingle of the sunshine on your bare skin, touch your breast and feel the strong rhythmic beating of your heart.  These are blessings from God and we should be thankful for them, along with our homes, our children, and our health.  God however tells us, that we will be tested, He says,

“And certainly, We shall test you with something of fear, hunger, loss of wealth, lives and fruits, but give glad tidings to the patient ones.” (Quran 2:155)

God has advised us to bear our trials and tribulations patiently.  However, this is difficult without understanding that everything that happens in this world happens by the permission of God.  No leaf falls from a tree without God’s permission.  No business crumbles, no car crashes, and no marriage ends without God’s permission.  No illness or injury touches a human being without God’s permission.  He has power over all things.  God does what He does for reasons that are at times beyond our comprehension and for reasons that may or may not be apparent.  However, God, in His infinite wisdom and mercy wants only what is best for us.  Ultimately, what is best for us is eternal life in a place of eternal bliss, Paradise.

“Their Lord gives them glad tidings of a Mercy from Him, and that He is pleased (with them), and of Gardens (Paradise) for them wherein are everlasting delight.” (Quran 9:21)

In the face of every trial, a believer must be certain that God does not decree for him anything but good.  The good may be among the pleasures of this world or it may be in the hereafter.  Prophet Muhammad, may the mercy and blessings of God be upon him, said, “How wonderful is the affair of the believer, for his affairs are all good.  If something good happens to him, he is thankful for it and that is good for him.  If something bad happens to him, he bears it with patience and that is also good for him.”[1]  God tests us with the trials and tribulations of life, and if we bear patiently we will attain great reward.  Through changing circumstances and trying times God tests our level of faith, ascertains our ability to be patient and wipes away some of our sins.  God is all loving and all wise and knows us better than we know ourselves.  We will not attain Paradise without His mercy and His mercy is manifest in the tests and trials of this life.

The life of this world is mere deception. The  most beneficial thing to us are the good deeds that we were able to perform.  Families are a trial, for God says that they can lead us astray, but equally they can lead us to Paradise.  Wealth is a trial; coveting it can make us greedy and miserly, but distributing it and using it to benefit those in need can bring us closer to God.  Health is also a trial.  Good health can make us feel invincible and not in need of God, but bad health has a way of humbling us and forcing us to depend on God.  How a believer reacts to the circumstances of life is very important.

What happens if the pleasures of this life suddenly become torments?  How should one behave when struck by illness or injury?  Of course, we accept our fate and try to bear the pain, sadness, or suffering patiently because we know with certainty that from this God will bring about much good.  Prophet Muhammad said, “No misfortune or disease befalls a Muslim, no worry or grief or harm or distress – not even a thorn that pricks him – but God will expiate for some of his sins because of that.”[2]  However, we are imperfect human beings.  We can read these words, we can even understand the sentiment, but behaving with acceptance is sometimes very difficult.  It is much easier to bemoan and cry about our situation, but our Most Merciful God has given us clear guidelines and promised us two things, if we worship Him and follow His guidance we will be rewarded with Paradise and that after hardship comes ease.

“So verily, with the hardship, there is relief.” (Quran 94:5)

A believer is obligated to look after his body and mind, therefore trying to maintain good health is essential.  However, when struck by illness or injury, it is vital to follow God’s guidance.  A believer must seek medical aid and do everything he can to bring about a cure or recovery, but at the same time he must seek help through prayer, remembrance of God and acts of worship.  Islam is a holistic way of life, both physical and spiritual health go hand in hand.  In part two we will examine in more detail the steps to take when struck by illness or injury.

 



Footnotes:

[1] Saheeh Muslim

[2] Saheeh Al-Bukhari, Saheeh Muslim

 

 

Como se comportar quando acometido por uma doença (parte 2 de 2): A misericórdia de Deus não tem limites

Classificação:   
Tamanho da fonte:

Descrição: Passos práticos a adotar quando afetados por uma doença ou ferimento.

  • Por Aisha Stacey (© 2013 IslamReligion.com)
  • Publicado em 02 Sep 2013
  • Última modificação em 02 Sep 2013
  • Impresso: 47
  • Visualizado: 10804 (média diária: 4)
  • Classificação: 5 de 5
  • Classificado por: 1
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Na parte um discutimos suportar as tribulações e testes com paciência, compreendendo que nada acontece sem a permissão de Deus.

“Ele possui as chaves do incognoscível, coisa que ninguém, além d’Ele, possui;  Ele sabe o eu há na terra e no mar;  e não cai uma folha (da árvore) sem que Ele disso tenha ciência;  não há um só grão, no seio da terra, ou nada verde, ou seco, que não esteja registrado no Livro lúcido." (Alcorão 6:59)

Quando a doença ou um ferimento nos atinge as razões podem não ser aparentes ou, talvez, estejam além de nossa compreensão.  Entretanto, Deus só quer o bem para a humanidade.  Podemos, entretanto, estar certos de que existe grande sabedoria por trás da aflição e que ela nos apresenta a oportunidade de desenvolver um relacionamento mais próximo com Deus.  Como humanos, claro, temos livre arbítrio e somos livres para escolher nosso próprio curso de ação em qualquer situação, mas a melhor reação é a paciência e a aceitação. 

O profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, nos informou que seremos testados de acordo com nosso nível de fé e que o menor dos benefícios que virá desses testes será a purificação de pecados.  Ele disse: um homem será testado de acordo com o nível de seu comprometimento religioso e as tribulações continuarão a afetar um servo de Deus até que caminhe na face da terra sem o fardo de qualquer pecado.[1]

Quando a doença ou um ferimento nos atinge é natural termos medo.  Às vezes podemos ficar ressentidos, imaginando por que Deus deixou isso acontecer.  Questionamos e reclamamos, mas isso não serve a nenhum propósito exceto acentuar nossa tristeza ou sofrimento.  Deus, em Sua infinita sabedoria e misericórdia nos deu orientações claras sobre como nos comportarmos quando atingidos pela doença ou ferimentos.  Se seguirmos essas orientações é possível suportar aflições com facilidade e até sermos gratos.  Quando atingido pela doença ou ferimentos, um crente coloca sua confiança em Deus, expressa gratidão por qualquer que seja a condição que Deus tenha lhe decretado e busca ajuda médica.

O tratamento médico é permitido no Islã e buscar ajuda médica não nega ou cancela a ideia de confiar em Deus.  O profeta Muhammad deixou isso claro quando disse: "Nenhuma doença foi ordenada sem que para ela exista uma cura."[2]  Um crente pode ir ao médico para o tratamento de doenças e ferimentos.  Pode buscar um diagnóstico e uma cura para doenças da mente ou condições emocionais.  Entretanto existem algumas pequenas estipulações, incluindo que uma cura não pode ser buscada em algo proibido, como o álcool.  Deus não coloca a cura em algo que Ele proibiu.

Não é permissível buscar uma cura com adivinhos, videntes e outros charlatães de qualquer tipo.  Essas pessoas alegam ter conhecimento do oculto, o que não é possível e estão apenas tentando extorquir as pessoas e desviá-las do verdadeiro e único Deus.  Deus também proibiu o uso de amuletos e talismãs para evitar doenças e ferimentos.  Todo o poder e força vêm somente de Deus.  Recorrer a alguém ou algo além de Deus para nos curar ou nos manter a salvo é um pecado muito sério.

Ao buscar tratamento ou cura nesse mundo físico é importante também buscar uma cura através de remédios espirituais.  A primeira coisa a fazer é pensar positivamente sobre Deus, confirmar sua crença Nele e contemplar Seus nomes e atributos.  Ele é o mais Misericordioso, mais Amoroso e o mais Sábio.  Somos aconselhados a recorrer a Ele pelos nomes que são mais apropriados às nossas necessidades.

“E os Mais Belos Nomes pertencem a Deus, então invocai-O com eles.” (Alcorão 7:80)

Deus não nos abandonou em relação às dificuldades, testes e tribulações desse mundo. Ele nos proveu com orientação e com as armas mais poderosas contra o tormento e a aflição - o Alcorão, palavras de lembrança e súplica e oração.[3]  Quando avançamos no século 21 começamos a nos apoiar na ajuda médica ao invés de remédios espirituais autênticos. Entretanto, usar a ambos, de mãos dadas pode ser muito eficaz e mais rápido.  Algumas vezes a doença persiste e os ferimentos se tornam crônicos, mas às vezes uma saúde prejudicada pode trazer grande percepção espiritual.

Com que frequência ouvimos pessoas com doenças debilitantes ou deficiências terríveis agradecerem a Deus por suas condições ou falarem que a dor e o sofrimento trouxeram bênçãos e coisas boas para suas vidas?  Quando nos sentimos sozinhos e angustiados, Deus é nosso único apoio.  Quando a dor e o sofrimento se tornam insuportáveis, quando não há nada além de medo e miséria, é quando alcançamos a única coisa que pode trazer redenção - Deus.  Confiança completa e absoluta e submissão total à vontade de Deus traz alegria e liberdade que são conhecidas como a doçura da fé.  É paz e tranquilidade e capacita à aceitação de todas as condições que esse mundo traz, a boa, a má, a feia, a dolorosa, a angustiante e o alegre.

Finalmente, é importante entender que doença e ferimentos podem ser a forma de Deus nos purificar.  Como seres humanos não somos perfeitos, cometemos erros, fazemos más ações e ate desobedecemos deliberadamente os mandamentos de Deus.

"E todo o infortúnio que vos aflige é por causa do que cometeram vossas mãos, muito embora ele perdoe muitas coisas." (Alcorão 42:30)

A misericórdia de Deus nunca deve ser subestimada.  Ele nos pede para buscarmos o Seu perdão.  O profeta Muhammad nos lembra que Deus espera que nos voltemos para Ele.  Na última parte da noite, quando a escuridão cobre a terra, Deus desce ao paraíso mais baixo e pergunta aos Seus servos:  "Quem está Me fazendo uma súplica que Eu possa atender?  Quem está Me pedindo algo que Eu possa dar?  Quem está pedindo o Meu perdão para que Eu possa perdoar?"[4]

Geralmente o infortúnio, a dor e o sofrimento acontecem por causa de nossas próprias ações.  Escolhemos pecar, mas Deus nos purifica através da perda da fortuna, saúde ou coisas que amamos.  Às vezes sofrer agora, nesse mundo, significa que não sofreremos por toda a eternidade e, às vezes, toda aquela dor e angústia significa que alcançaremos uma estação mais elevada do paraíso. 

Deus conhece a sabedoria de coisas boas acontecerem a pessoas más ou coisas más acontecerem a pessoas boas. Em geral, o que quer que nos faça voltar para Deus é bom.  Em tempos de crise as pessoas se aproximam de Deus, enquanto que em tempos de conforto frequentemente esquecemos da origem do conforto.  Deus é o Provedor e é o Generosíssimo.  Deus quer nos recompensar com vida eterna e se dor e sofrimento podem garantir o Paraíso, então má saúde e ferimentos são uma bênção.  O profeta Muhammad, que Deus o louve, disse: “Se Deus quer fazer o bem a alguma pessoa, a aflige com tribulações.”[5]

Quando a doença ataca, o melhor curso de ação é agradecer a Deus, tentar se aproximar Dele, buscar ajuda médica e contar as bênçãos que Ele nos concedeu.



Footnotes:

[1] Ibn Majah.

[2]  Bukhari

[3] Para uma explicação completa do poder de cura do Alcorão consulte o artigo Saúde no Islã parte 2.

[4] Saheeh Al-Bukhari, Saheeh Muslim, Malik, At Tirmidhi, Abu Dawud

[5] Saheeh Al-Bukhari.

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Mais visualizados

Diariamente
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Total
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version