El artículo / video que has solicitado no existe todavía.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

El artículo / video que has solicitado no existe todavía.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Por que Deus Criou? (parte 3 de 3): Amor e Graça Divinos

Classificação:   
Tamanho da fonte:

Descrição: A resposta à questão fundamental sobre a razão porque Deus criou.  Parte 3: A manifestação de Amor e Graça Divinos no ato de criação de Deus.

  • Por Dr. Bilal Philips
  • Publicado em 29 Nov 2010
  • Última modificação em 29 Nov 2010
  • Impresso: 181
  • Visualizado: 8138 (média diária: 3)
  • Classificação: 4 de 5
  • Classificado por: 1
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Amor Divino

O amor de Deus é manifesto em seres trazidos à existência, crentes ou descrentes, para desfrutar da vida nem que seja por um breve momento.  Também é percebido na criação do paraíso para aqueles que escolheram a virtude sobre o mal.  Deus afirma na revelação final que ama aqueles que fazem o bem (Alcorão 5:13), os que são justos (Alcorão 5:42), virtuosos (Alcorão 9:4), pacientes (Alcorão 3:146), os que confiam Nele (Alcorão 3:159) e os que frequentemente se arrependem e se purificam (Alcorão 2:222). Entretanto, foi Ele Quem definiu para os seres humanos através das escrituras e dos profetas o que é bom, justo e virtuoso.  Consequentemente, aqueles que seguem os profetas são mais amados por Deus.  No Alcorão Deus instruiu o Profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, a dizer o seguinte aos crentes:

“Se realmente amais a Deus, segui-me e Deus vos amará e perdoará vossos pecados...” (Alcorão 3:31)

Os profetas devem ser seguidos não somente nos atos compulsórios ordenados por Deus, mas também em sua ânsia de fazer atos voluntários de adoração.

O amor de Deus também é manifesto na misericórdia e bênçãos que Ele concede aqueles que merecem e também aos que não merecem.  Mas é particularmente manifesto em Sua disposição de perdoar os pecados de quem quer que se volte para Ele em arrependimento sincero.  Desde a criação de Adão e Eva o arrependimento foi outorgado a eles para apagar seus pecados como exemplo para todos os seres humanos que se seguiriam a eles nesse mundo.  Independente do tamanho dos pecados humanos, a porta para o arrependimento sincero permanece aberta até o último dia desse mundo.  Anas citou o Mensageiro de Deus, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, que disse:

“Deus Todo-Poderoso, disse: Ó filho de Adão, enquanto chamares por Mim e Me pedires, Eu perdoarei o que quer que tenha feito e não Me importarei. Ó filho de Adão, mesmo que seus pecados alcancem as nuvens, se pedires Meu perdão Eu o perdoarei. Ó filho de Adão, se vieres a Mim com pecados quase tão grandes quanto a terra e Me encontrares sem Me atribuíres parceiros, Eu o perdoarei na mesma proporção.

Graça Divina

Quanto aqueles no paraíso, não entrarão com base somente nos seus bons atos.  É a graça de Deus que os levará até lá.  O Profeta final de Deus, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, disse em relação a isso:

“Faça o seu melhor e seja feliz. Ninguém entrará no paraíso somente por seus atos.” Seu companheiros disseram: “Ó Mensageiro de Deus! Nem mesmo tu?” Ele respondeu: “Nem mesmo eu, a menos que Deus me envolva em Sua misericórdia e graça. E tenham em mente que o ato mais amado por Deus é aquele feito constantemente, mesmo que seja pequeno.”

Entretanto, a graça de Deus não é arbitrária.  É baseada em fé correta e atos virtuosos.  Deus diz no Alcorão:

“Quem tiver praticado o bem receberá o décuplo pelo mesmo; quem tiver cometido um pecado receberá um castigo equivalente, e não serão defraudados.” (Alcorão 6:160)

Se Deus exigisse prestação de contas da humanidade de forma estrita, ninguém conseguiria que os seus bons atos superassem suas más ações.  Entretanto, Deus manifestou Sua graça multiplicando o valor dos bons atos, enquanto manteve as más ações com seu valor real.  É pela graça de Deus que verdadeiros crentes entram no Paraíso.  Isso não significa que os atos não desempenham nenhum papel.  Os atos têm um papel importante, mas não são o fator decisivo.  A graça de Deus os supera.

Consequentemente, a criação dos seres humanos, os erros que cometem e o bem que fazem são todos circunstâncias para a manifestação dos atributos de Deus de misericórdia e perdão, Seus atributos de justiça e de graça.

A humanidade não deve questionar por que Deus escolhe manifestar Seus atributos dessa forma.  Pode apenas supor que essa foi a melhor maneira, porque Deus Se descreve como sendo o Mais Sábio e o Mais Conhecedor. Os humanos só podem entender o que Deus escolhe lhes revelar.

“...e eles (humanos) nada conhecem da Sua ciência, senão o que Ele permite...”  (Alcorão 2:255)

Dessa forma, não devem tentar se igualar a Deus. Se Ele disse à humanidade que decidiu fazer algo, não cabe a ela questionar por que Ele decidiu o que decidiu.  Essas perguntas não têm resposta e estão além do escopo humano.  Os homens é que serão questionados no Dia do Juízo sobre suas ações e intenções, não Ele.  No Alcorão Deus aborda esse ponto:

“Ele não pode ser questionado quanto ao que decide, enquanto que eles serão questionados.” (Alcorão 25:23)

Em relação a isso, Ibn Abbaas relatou que o Profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, disse:

“Reflitam sobre a criação de Deus, mas não reflitam sobre Deus.”

Refletir sobre a realidade de Deus é refletir sobre o infinito.  E, como a mente fica perplexa quando reflete sobre os limites do universo finito e as galáxias e estrelas que contém, ficará mais confusa quando tentar entender o que não foi criado.  O Profeta, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, alertou que as forças satânicas buscariam introduzir dúvidas nos corações dos crentes levantando perguntas sem resposta sobre Deus. Abu Hurairah relatou que o Mensageiro de Deus, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, disse:

“Satanás virá a cada um de vocês e perguntará: Quem criou isso e aquilo? - até que perguntará: Quem criou seu Senhor?  Quando ele chegar a esse ponto, busque refúgio em Deus e diga: [Afirmo minha fé em Deus e Seus profetas] e evite esses pensamentos.”

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version