L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Generosidade

Classificação:   
Tamanho da fonte:

Descrição: A definição e valor de generosidade no Islã.

  • Por Aisha Stacey (© 2009 IslamReligion.com)
  • Publicado em 15 Jun 2009
  • Última modificação em 12 Jul 2009
  • Impresso: 276
  • Visualizado: 7188 (média diária: 2)
  • Classificação: 3.3 de 5
  • Classificado por: 3
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Como humanos, temos um sentido inato de moralidade.  Não importa a religião, raça ou cor, certas qualidades servem como padrão moral.  Admiramos a justiça, bravura, honestidade e compaixão.  Abominamos aqueles que demonstram traição, crueldade ou corrupção.  Padrões morais são universais, e um dos aspectos mais importantes do Islã é a aderência a altos padrões morais e boas maneiras.  O Profeta Muhammad, que Deus o louve, ensinou os muçulmanos a terem as melhores maneiras e características pessoais.  Os altos padrões de moral e maneiras do Profeta fizeram dele o melhor exemplo a ser seguido pelos muçulmanos.  Deus disse no Alcorão:

“E de fato, Ó Muhammad, és de nobilíssimo caráter.” (Alcorão 68:4)

A generosidade estava entre as incontáveis boas qualidades do Profeta Muhammad.  Ele era a mais generosa das pessoas e costumava ser mais generoso no Ramadã.[1]

Um dia o Profeta Muhammad ofereceu a oração na mesquita e de forma apressada foi para sua casa e retornou imediatamente.  Um companheiro perguntou por que ele saiu e ele respondeu:

“Deixei um pedaço de ouro em casa que foi dado para caridade e não queria deixá-lo em minha casa por uma noite. Então o comprei para a mesquita distribuí-lo." (Saheeh Al-Bukhari)

Nossos bens mundanos são dádivas de Deus, que é Al Karim, o Mais Generoso.  Os muçulmanos acreditam que tudo se origina de Deus e tudo retornará para Ele, e sendo assim, é lógico se comportar como se tudo que possuímos seja meramente um empréstimo, algo que somos obrigados a preservar, proteger e, finalmente, compartilhar.

Toda vez que o Profeta Muhammad encontrava uma pessoa avarenta, a aconselhava a ser mais generosa e caritativa.  Ibn Abbas disse que ouviu o Profeta Muhammad dizer: “O crente não é aquele que come quando seu vizinho está com fome”. Outro companheiro ouviu o Profeta dizer: “O crente é simples e generoso, mas a pessoa má é enganadora e ignóbil.”

Definição de Generosidade

O Word net da Universidade de Princeton define generosidade como a disposição de doar livremente.  O Islã encoraja tanto esse conceito de generosidade que ele está embutido em um dos cinco pilares do Islã, a caridade obrigatória conhecida como Zakat.  Em árabe o termo zakat significa literalmente purificação do coração. Entretanto, também é o pagamento, do dinheiro excedente, de uma caridade obrigatória concebida por Deus para prover todos os membros necessitados da comunidade.  É uma quantia fixa calculada.

Também existe outra forma de generosidade no Islã chamada sádaca.  Linguisticamente sádaca significa veracidade, e alguns eruditos a descreveram como o coração que é verdadeiro com o seu Criador. Qualquer coisa dada de forma generosa – livremente a outros – com a intenção de agradar a Deus é sádaca.   Sádaca pode ser tão simples quanto um sorriso, ajudar uma pessoa idosa com suas compras ou remover objetos da estrada ou caminho.

A generosidade pode ser vista como um sábio investimento no futuro. A generosidade ou sádaca pode pavimentar o caminho para o Paraíso, porque com cada ato generoso vem grande recompensa de Deus. Entretanto, ser generoso não significa apenas doar livremente do que você tem em abundância.  A generosidade não reside em distribuir algo que não é mais útil, mas em doar livremente das coisas que amamos ou precisamos.

Aisha (a esposa do Profeta) disse: “Uma senhora, junto com suas duas filhas veio me pedir esmola, mas ela não me encontrou com nada exceto uma tâmara que dei a ela e ela dividiu entre suas duas filhas.” (Saheeh Al-Bukhari)

Deus nos diz no Alcorão que o quer que distribuamos generosamente, com a intenção de agradá-Lo, Ele substituirá. Deus sabe o que está nos corações dos homens.

Dize: “De fato meu Senhor aumenta a provisão de quem Ele deseja entre Seus servos (e também a restringe) e o que quer que despendas na causa de Deus, Ele substituirá. E Ele é o melhor dos provedores.” (Alcorão 34:39)

O Valor da Generosidade

Os companheiros do Profeta Muhammad compreenderam o valor de ser generoso. Abdullah ibn Omar foi visto no mercado comprando forragem para seu camelo a crédito.  Um dos homens indagou sobre isso por saber que Abdullah tinha recebido 4.000 dirhams e um cobertor no dia anterior.  Foi explicado que antes da noite cair Abdullah tinha distribuído o dinheiro entre os necessitados.  Então ele pegou o cobertor, jogou-o sobre seu ombro e foi para casa, mas quando chegou também já não tinha mais o cobertor porque o tinha dado para uma pessoa necessitada.

Depois da morte do Profeta as pessoas enfrentaram grandes dificuldades devido à seca.  Foram até Abu Bakr pedir para que ele as provesse com o suficiente para seu sustento, mas ele foi incapaz de ajudar, já que o tesouro estava vazio.  Justo naquele momento a caravana de camelo pertencente a Uthman chegou de Damasco.  Estava cheia de gêneros alimentícios e outros bens.  Os mercadores se reuniram na casa de Uthman oferecendo a ele grandes quantias em dinheiro pelos bens; entretanto, ele recusou dizendo que estava preparado para dar os bens apenas para Aquele de quem receberia a maior das recompensas.  Uthman deu todos os bens para as pessoas famintas de Medina e não cobrou nada.  Ele sabia que Deus o recompensaria com algo muito maior do que dinheiro.

Mesmo nas mais difíceis circunstâncias a pessoa que é um verdadeiro crente em Deus Todo-Poderoso é capaz de ser generosa.

As pessoas foram ao Profeta e perguntaram: “Se alguém não tem nada para dar, o que pode fazer?” Ele disse: “Deve trabalhar com suas mãos e se beneficiar e também dar em caridade (do que ganhar).” As pessoas continuaram e perguntaram: “Se não puder fazer nem isso?” Ele respondeu: “Deve ajudar os necessitados que pedem ajuda.” Então as pessoas perguntaram: “E se não puder fazer isso?” Ele respondeu: “Então deve fazer boas ações e se afastar de maus atos, e isso contará como atos de caridade.” (Saheeh Al-Bukhari)

E Deus diz no Alcorão que Ele recompensará a generosidade de um crente.

“Sabei que toda caridade que fizerdes vos será recompensada com vantagem, e não sereis injustiçados.” (Alcorão 2:272)

Deus é Quem nos provê e Ele espera que compartilhemos de forma generosa.  Somos encorajados a ser benevolentes e altruístas com nossos bens, com nosso tempo e com nosso comportamento exemplar em relação aos outros.



Footnotes:

[1] Saheeh Al-Bukhari, Saheeh Muslim

O mês islâmico no qual os muçulmanos jejuam, um dos cinco pilares do Islã.

Adicione um comentário

Outros Artigos na Mesma Categoria

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version