您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

あなたが要求した記事/ビデオはまだ存在していません。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 1 de 3)

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Revelações confirmadas e uma família abençoada.

  • Por Aisha Stacey (© 2017 IslamReligion.com)
  • Publicado em 20 Nov 2017
  • Última modificação em 20 Nov 2017
  • Impresso: 8
  • Visualizado: 2507 (média diária: 3)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Introdução

Chapter-3,-Al-Imran-(The-Family-of-Imran)-(part-1-of-3).jpgEste é o primeiro de três artigos resumindo o terceiro capítulo do Alcorão chamado Aali-Imran ou A Família de Imran.  Recebe o nome da história do profeta Zacarias, Maria e o filho dela, profeta Jesus, nos versículos 33 a 64.  A família de Imran foi abençoada e também incluía o profeta que os cristãos chamam de João Batista. Assim, esse capítulo tem uma relevância particular para os cristãos e, de fato, se dirige a eles.  A Família de Imran foi revelada em Medina depois da importante batalha de Badr e, de certa forma, é uma continuação ao capítulo anterior A Vaca, ou Al-Baqarah.  A Vaca era dirigida principalmente aos Filhos de Israel (os judeus) e na Família de Imran o convite é estendido aos cristãos.  Dessa forma, o capítulo começa convidando o Povo do Livro (judeus e cristãos) à verdade do Islã e prossegue alertando os muçulmanos para tomarem cuidado com a degeneração religiosa que assolou as duas comunidades anteriores.

Versículos 1-6 Alcorão confirma revelações anteriores

O capítulo abre com a mesma combinação de letras que abriam o capítulo anterior.  Alif, Lam, Meem.  Essas letras estão entre as várias combinações de quatorze letras que abrem vinte e nove capítulos do Alcorão.  Deus nunca revelou qualquer significado especial relacionado a elas.  As letras são imediatamente seguidas por louvores a Deus, o Vivente e Eterno.  Ele é Aquele que enviou o Alcorão para confirmar os livros anteriores, o Torá e o Evangelho de Jesus.  É um guia e um critério entre o certo e o errado e qualquer um que negar isso sofrerá uma punição severa.  Tenha certeza de que nada nos céus e na terra está oculto para Deus.

Versículos 7-13 Preciso ou simbólico?

Alguns versículos são precisos e outros abertos a mais de uma interpretação.  Existem pessoas que tentam desorientar outras buscando encontrar significados ocultos nos versículos não específicos. Ninguém sabe a interpretação, exceto Deus. Mas aqueles firmes no conhecimento dizem: "Acreditamos. Tudo vem de nosso Senhor."

A posse de riqueza ou o número de filhos não ajudarão naquele Dia crucial.  Descrentes serão dominados e reunidos no Inferno.  A batalha de Badr foi uma lição; os crentes superaram oponentes que eram o dobro em número, porque com o apoio de Deus não se pode perder.

Versículos 14 - 20 Um convite-20

A vida desse mundo é cheia de tentações, o desejo por cônjuges belos, filhos, joias e casas e transportes caros.   Entretanto, o que é prometido no Paraíso é ainda mais desejável e belo.  Aqueles que temem a Deus habitarão em jardins com rios.  Os virtuosos são aqueles que creem e pedem perdão e proteção do Inferno, são perseverantes, devotos, passam o tempo no caminho de Deus e oram antes da alvorada.  Não há deidade, exceto Deus (Allah), Ele é justo e a religião verdadeira é devoção somente a Ele.

O Povo do Livro não diverge exceto por ciúme e Deus é rápido na prestação de contas com aqueles que negam Suas revelações.  O profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, deve dizer aos que argumentam que ele e seus seguidores são devotados a Deus e convidá-los a fazer o mesmo.  Entretanto, se recusarem, ainda assim ele deve completar sua missão de transmitir a mensagem.

Versículos 21-30 Tema retribuição

Haverá uma punição dolorosa para os que negam as revelações, matam profetas sem justificativa e matam os que ordenam justiça. Esses não terão socorro.  Os que receberam as revelações anteriores se recusam a acertar suas disputas de acordo com os mandamentos de Deus, porque pensam que o fogo não os queimará.  Iludem-se e conhecerão o tormento do fogo.  Louvado seja Deus, Aquele que tem poder e controle sobre todas as coisas.  É Aquele que faz a noite se transformar em dia, separa o vivo do morto e dá provisão a quem desejar.  Deus alerta os crentes a não buscarem proteção dos descrentes, exceto para se protegerem de tirania.  Lembre-se que Deus sabe tudo oculto ou revelado e tem poder sobre todas as coisas.  Tema retaliação, mas saiba que Ele é compassivo com aqueles que são devotados a Ele. 

Versículos 31-41 Assuntos familiares

O profeta Muhammad deve dizer as pessoas para amarem e obedecerem a Deus e segui-lo (Muhammad). Caso se afastem ele deve alertá-las de que Deus não ama os que não creem Nele ou que O ignoram.  Deus favorece a quem quer - escolheu os profetas Adão, Noé, a família de Abraão e a família de Imran dentre aqueles que viveram durante aqueles tempos.

Deus ouvia quando Maria, mãe de Jesus, nasceu. A mãe dela a dedicou ao serviço de Deus e buscou proteção contra Satanás para si mesma e para sua filha.  Maria cresceu e se tornou uma mulher virtuosa. Quando entrou em reclusão no templo, Deus a proveu com todas as necessidades, para admiração de seu guardião, Zacarias.

Maria era um exemplo para Zacarias, que pediu a Deus para dar-lhe um filho virtuoso, apesar de ele e sua esposa serem idosos e estéreis.  Os anjos confirmaram que seria dessa forma, mas Zacarias pediu um sinal.  Deus tirou seu capacidade de falar por três dias.  João nasceu, um filho, destinado a ser um líder e profeta casto.

Versículos 42-52 A história de Jesus

Maria, a mãe de Jesus, foi escolhida e exaltada por Deus. A história dela é contada ao profeta Muhammad a partir do mundo invisível e é algo do qual ele nada sabia.  Os anjos contaram a Maria que Deus daria a ela um filho, que seria honrado nesse mundo e no próximo.  Falará ainda no berço e na maturidade estará entre os virtuosos.  Maria fica impressionada e confusa por ser casta e não ter se casado, mas os anjos explicam que Deus só tem que dizer "Sê" e é.  Deus ensinará ao filho dela, Jesus, o Messias, as revelações, o Torá e o Evangelho e ele será um profeta e mensageiro para os Filhos de Israel. Jesus fará coisas surpreendentes, como moldar um pássaro a partir de argila que se tornará real, curar leprosos e o cego - tudo com a permissão de Deus.  Jesus confirmará o Torá e tornará permissível algumas coisas que antes eram proibidas.  Isso é um sinal para aqueles que creem.  Jesus ordenará seu povo a estar ciente de Deus e a adorá-Lo.

Jesus sentiu que muitos não acreditavam e perguntou quem o ajudaria na causa de Deus.  Os discípulos disseram: "Nós o ajudaremos na causa de Deus. Acreditamos Nele e testemunhamos que somos muçulmanos."

 

 

Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 2 de 3)

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: O legado das revelações anteriores resulta na melhor nação.

  • Por Aisha Stacey (© 2017 IslamReligion.com)
  • Publicado em 20 Nov 2017
  • Última modificação em 20 Nov 2017
  • Impresso: 9
  • Visualizado: 2097 (média diária: 2)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Versículos 54-69 Uma explanação verdadeira

 Os descrentes tramaram contra Jesus. Tinham um plano, mas Deus também tinha um plano, melhor.  Prometeu tomar Jesus e purificá-lo da descrença deles e a exaltar seus seguidores acima dos descrentes, que sofrerão severamente nesse mundo e no próximo.  Aqueles que creem obterão sua recompensa.  Esse Alcorão está cheio de sinais e lembretes sábios.  O exemplo de Jesus é semelhante ao de Adão, ambos criados sem um pai.  Deus só tinha de dizer "Sê!" e ele foi.  Não disputem sobre o nascimento de Jesus. Para isso o Alcorão tem a explicação verdadeira.  Não há verdadeira divindade, exceto Deus e Ele sabe quem dentre vós é causador de confusão. 

Deus diz a Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, para convidar o Povo do Livro a um acordo sobre o que há em comum, não adorar a ninguém exceto Deus e não associar nada a Ele.  Muhammad também deve perguntar-lhes por que argumentam sobre Abrão ser judeu ou cristão.  Não raciocinam como ele pode ser judeu ou cristão se viveu muito antes do Torá ou do Evangelho serem revelados.  Abraão foi um dos que se submeteram a Deus e não associava nada a Ele.  As pessoas mais próximas de Abraão são os muçulmanos, devotados somente a Deus.  Alguns entre o Povo do Livro tentam desorientar outros, mas apenas desviam a si mesmos.

Versículos 70-80 Quem é confiável?

Deus aborda o Povo do Livro perguntando-lhes por que ocultam a verdade, misturando-a com mentiras.  Alguns entre o Povo do Livro dizem que creem e então mudam de ideia, de novo e de novo, como o dia se transforma em noite.  Encorajam os crentes verdadeiros a se comportarem dessa forma também.  Os crentes só devem confiar em outros crentes.  Deus concede Sua Graça e Misericórdia a quem desejar. 

Alguns entre o Povo do Livro são confiáveis e outros não, porque não consideram pecado enganar alguém que não seja de sua crença.  Os que têm a crença correta, temem a Deus e mantêm suas promessas, são amados por Deus.  Existem alguns que vendem a verdade por um preço baixo e uma punição agonizante os espera.  Outros deturpam as palavras de Deus em uma mentira.  Nenhum profeta jamais disse "Adorem-me, ao invés de Deus." Jamais sugeririam que anjos ou profetas são senhores (deuses) e jamais pediriam a alguém para se afastar da crença.

Versículos 81-92 Um lembrete

Deus lembra o Povo do Livro que recebeu uma promessa deles de acreditarem em um mensageiro que virá, confirmando o que já tinham recebido.  São lembrados de não quebrarem a promessa e avisados de que todos retornam a Deus, querendo ou não.  É dito ao profeta Muhammad para dizer que os muçulmanos creem em Deus e no que foi revelado a eles e no que foi revelado aos profetas Abraão, Ismael, Isaque, Jacó, e seus descendentes, assim como em Moisés, Jesus e todos os profetas de Deus.  Não há distinção entre eles - todos pregaram a mesma mensagem e deve-se acreditar em todos.

Não será aceita outra religião que não o Islã, o que levará ao Inferno.  Deus não guiará aqueles que rejeitam a crença, depois de ela ter lhes chegado.  Não haverá trégua, exceto se se arrependerem e se corrigirem.  Aqueles que descreram e morreram naquele estado não serão capazes de comprar uma saída da punição, mesmo com ouro suficiente para encher toda a terra.  Ninguém receberá a maior recompensa até que dê caridade do que aprecia e Deus sabe o que é dado.

Versículos 93-101 Deus sabe tudo

Deus aborda os Filhos de Israel. Todo alimento que é lícito para os muçulmanos era lícito para eles, exceto quando eles próprios os tornaram ilícitos.  São alertados contra inventarem mentiras sobre Deus e para seguirem a religião de Abraão.  Então são lembrados que a primeira Casa de Deus foi em Meca.  É um local abençoado e um santuário.  A peregrinação à Casa de Deus é um dever para todos que são capazes de conseguirem um meio de ir.  Entretanto, Deus não precisa da peregrinação deles, porque é Autossuficiente.   É perguntado ao Povo do Livro por que negam as revelações de Deus e tentam impedir outros de seguir o caminho certo.  Deus sabe tudo que fazem.   Ele (Deus) lembra aos crentes que muitos do Povo do Livro estão tentando afastá-los da crença, de volta para a descrença.  Pense! As revelações de Deus estão sendo recitados e o mensageiro (Muhammad) vive entre vocês, Ele diz.  Será mostrado o caminho certo a quem se apegar a Deus.

Versículos 102 -109 A melhor comunidade

Deus fala aos crentes dizendo para ficarem conscientes de Deus, se devotarem a Ele e não morrerem exceto em um estado de plena submissão a Ele.  Apeguem-se ao Alcorão e às tradições do profeta Muhammad e fiquem juntos como uma comunidade unida.  Que haja entre vós uma comunidade que convide outros à retidão, encorajem o bem e proíbam o mal. No Dia do Juízo aqueles com rostos escuros serão questionados sobre por que rejeitaram a fé e são punidos por fazê-lo, enquanto que outros com os rostos reluzentes se deliciarão na misericórdia de Deus.  Tudo pertence a Deus e retornará a Ele.

Versículos 110 - 120 Mau comportamento

Entre o Povo do Livro existem crentes, mas a maioria deles é consistentemente desobediente.  Porque aqueles com fé não são mais que um incômodo insignificante.  Serão desonrados porque mataram os profetas, desafiaram Deus e costumavam transgredir além dos limites.  

Entre o Povo do Livro existem os que aceitam a mensagem de Muhammad, acreditam no Último Dia, oram à noite e se curvam perante Deus, encorajam o bem, proíbem o mal e competem uns com os outros em fazer boas ações.  Essas pessoas não terão suas recompensas negadas.  Os descrentes não terão qualquer proteção, nem mesmo sua riqueza ou filhos.  Caridade hipócrita não os ajudará.  Prejudicaram a si próprios.  Deus lembra os crentes não para formar amizades com essas pessoas, porque tentarão corrompê-los desejando sua destruição.  Podem amá-los, mas eles não os amam.  Deus sabe o que está nos corações deles e diz claramente que se afligem quando os crentes recebem o bem e se alegram quando a desgraça atinge os crentes.  Os planos deles não prejudicarão os crentes, porque Deus sabe exatamente o que estão fazendo.

Versículos 121 - 129 Vitória está nas mãos de Deus

O profeta Muhammad é lembrado de como Deus interviu na batalha de Uhud fortalecendo os corações daqueles que estavam indecisos, e como na batalha de Badr concedeu-lhes a vitória sobre uma grande força rival.  Lembre-se dessas coisas e saiba que, se for consciente, Deus fortalecerá suas forças com 5.000 anjos prontos para a batalha, no caso de um ataque repentino.  Tenha certeza, entretanto, que é Deus Que cede ou pune.   A vitória vem somente de Deus.  Ele perdoa ou pune de acordo com Sua vontade.

 

 

Capítulo 3, Aali-Imran (A Família de Imran) (parte 3 de 3)

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: Paciência e coragem são recompensadas.  Esse mundo não é mais que uma ilusão transitória.

  • Por Aisha Stacey (© 2017IslamReligion.com)
  • Publicado em 27 Nov 2017
  • Última modificação em 27 Nov 2017
  • Impresso: 9
  • Visualizado: 2253 (média diária: 2)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

Versículos 130 - 145 Um teste

Deus alerta os crentes contra a usura (interesse composto que dobra e redobra).  Tema a Deus e obedeça a Seu Mensageiro.  Ele ama os que levam vidas boas, dão generosamente, controlam sua raiva e buscam perdão para seus pecados.  Sua recompensa é perdão e Paraíso.  Viaje pela terra e veja a história daqueles que descreram ou rejeitaram a verdade.  O Alcorão é uma orientação para todas as pessoas.  Não fique abatido se sofrer, porque os dias se alternam e alguns são melhores que outros.  Deus espera ver os verdadeiros crentes, aqueles que se empenharão e permanecerão perseverantes.

O profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, era um mensageiro e outros como ele passaram por esse mundo antes dele.  Deus pergunta aos crentes se o profeta Muhammad morresse, se rejeitariam sua mensagem.  Fazê-lo não prejudicaria Deus.  Ninguém morre sem a permissão de Deus e ele morre em um momento pré-determinado.  Os que trabalham apenas por essa vida, receberão o que Deus decide para eles e não terão uma parte na Outra Vida.  E os que trabalham pela Outra Vida, Deus lhes dará uma parte na Outra Vida, junto com o que decidir para eles nessa vida.

Versículos 146 - 152 Permanecer perseverante

No passado muitos profetas lutaram de maneira perseverante por Deus, alguns com muitos seguidores, e não cederam aos adversários ou descrença.  Apenas pediram perdão e vitória sobre os descrentes.  Foram recompensados nessa vida e a recompensa espera por eles na Outra Vida.  Se os crentes obedecem aos descrentes, serão perdedores.  Deus é seu Protetor e lançará temor nos corações dos descrentes.  Deus aborda aqueles que lutaram na batalha de Uhud, perderam a coragem e desobedeceram a uma ordem.  Deus diz, alguns desejaram esse mundo, outros a Outra Vida, e foram derrotados.  Foi um teste.  Já foram perdoados.

Versículos 153 - 159 Deus perdoa

Os que fugiram da batalha, apesar de o profeta Muhammad chamá-los, não receberam nenhuma recompensa exceto tristeza e sofrimento.  Foi para ensiná-los uma lição de não sofrerem pelo que podia ter acontecido.   Deus perdoou-os, fez com que a calma descendesse e alguns caíram no sono em segurança, mas outros ficaram ansiosos e desconfiados dos motivos de Deus.  Foi dito ao profeta Muhammad para dizer-lhes que nada salvaria os que estavam destinados a morrer, tivessem eles lutado espontaneamente ou não, ou mesmo se tivessem se escondido em suas casas.  No dia da batalha os que fugiram o fizeram por causa da influência de Satanás sobre eles.  Também foram perdoados.

Os crentes são lembrados a não pensarem que se seus irmãos tivessem ficado em casa ao invés de viajar ou lutar pela causa de Deus, teriam ficado a salvo e não teriam morrido.  Isso está errado.  Deus tem controle sobre vida e morte.  Não há motivo para arrependimento, porque se morrer em casa ou for morto retornará para Deus.  Pela misericórdia de Deus o profeta Muhammad foi leniente.  Se os tivesse tratado de maneira rude, o teriam abandonado.   Foi dito ao profeta Muhammad para perdoá-los, pedir perdão por eles e consultá-los.  Adotar um curso de ação e então se apoiar em Deus. Isso é o que Deus ama.

Versículos 160 - 168 Crentes verdadeiros ou hipócritas?

Se Deus o ajuda, ninguém pode superá-lo, mas se Ele o abandona, ninguém pode ajudá-lo.  Portanto, os crentes devem ter toda confiança em Deus.  É inconcebível que qualquer profeta recusasse os espólios de guerra dos crentes.  Quem engana os outros prestará contas a Deus no Dia do Juízo.

Uma pessoa que busca a satisfação de Deus não se comporta como uma pessoa que incorreu na ira de Deus.  Aos olhos de Deus estão em dois níveis completamente diferentes.  Foi um grande favor de Deus quando o profeta Muhammad foi transformado em mensageiro para seu povo.  Está entre eles recitando o Alcorão, purificando-os e ensinando-os a como se comportarem, apesar de antes disso estarem claramente em desvio.

O que aconteceu no dia da batalha (Uhud) foi um teste de Deus para ver quem eram os verdadeiros crentes e quem eram os hipócritas.  Naquele dia os hipócritas estavam mais próximos da descrença quando falaram com suas bocas o que não estava em seus corações.  Deus sabe o que está oculto.

Versículos 169 - 179 Graça e generosidade

Os que foram mortos servindo a Deus não estão mortos, mas vivos e felizes.  Estão recebendo a graça e generosidade de Deus e sabem que a recompensa dos crentes não será perdida.  Os que permanecem fiéis depois de sofrerem derrota terão uma grande recompensa.  Os que ignoraram as palavras dos hipócritas que tentavam instilar o temor não sofreram dano, mas ao invés disso também receberam graça e generosidade de Deus.  Deus revela que foi Satanás tentando instilar o medo, mas lembra aos crentes para não temê-lo.  Diz temam somente a Mim (Deus).

Deus diz ao profeta Muhammad para não sofrer por aqueles que voltam para a descrença.  Não prejudicarão a Deus em nada e encontrarão um tormento terrível esperando por eles na Outra Vida.  Aqueles que trocam a fé pela descrença também enfrentarão uma punição dura.  Alguns descrentes recebem mais tempo nessa terra, mas isso não é uma recompensa e sim uma forma de aumentar sua carga de pecados.  Deus separará os crentes dos hipócritas, mas não pela revelação do invisível.  Se quiser saber sobre o invisível, saiba disso, Deus escolhe quem quiser para ser um mensageiro. Então, creia em Deus e Seu mensageiro e proteja-se do mal.

Versículos 180 - 195 Uma ilusão

Os que são mesquinhos ao dar caridade encontrarão o que retiveram pendurado em seus pescoços no Dia do Juízo.  Os Filhos de Israel são perguntados sobre a matança de seus profetas e lembrados do fogo que os espera.  Ser mantido longe do Fogo e admitido nos jardins do Paraíso é o sucesso verdadeiro e a vida desse mundo terreno não é nada mais que uma ilusão e um teste.  O crente sofrerá muito abuso nas mãos do Povo do Livro e dos politeístas.  Quando Deus confiou ao Povo do Livro a propagação de Sua mensagem eles a ocultaram e a venderam por um preço insignificante.  Foi uma péssima barganha e será pagos integralmente com um tormento agonizante.

Deus tem poder sobre tudo; a criação do universo e sua precisão é um sinal para os que compreendem.  Aqueles que se lembram de Deus são os que compreendem. Acreditam em Deus e Sua promessa de Paraíso e pedem perdão.  Quando chamam, Deus responde prometendo que suas boas ações nunca serão perdidas e que os que fugiram de suas casas ou foram expulsos, ou suportaram sofrimento por Deus, serão recompensados com o Paraíso.

Versículos 196 -200 Paciência recompensada

Não ser perturbado pela liberdade e facilidade dos descrentes, porque a alegria deles será breve e o destino final é o Inferno.  Os crentes ganharão o Paraíso.  Entre o Povo do Livro existem os que creem em Deus e Suas revelações com submissão, ou seja, aceitam sinceramente o Islã. Certamente terão sua recompensa.  Os crentes são lembrados a estarem conscientes de Deus, serem pacientes e perseverantes.

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version