您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

あなたが要求した記事/ビデオはまだ存在していません。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

您所请求的文章/视频尚不存在。

The article/video you have requested doesn't exist yet.

L'articolo / video che hai richiesto non esiste ancora.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

요청한 문서 / 비디오는 아직 존재하지 않습니다.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

המאמר / הסרטון שביקשת אינו קיים עדיין.

The article/video you have requested doesn't exist yet.

Sinais da miss?o prof?tica na vida nobre do profeta Muhammad (parte 1 de 2): Vida pregressa do profeta Muhammad

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: A vida do profeta Muhammad era guiada por Deus e isso foi demonstrado desde muito cedo.

  • Por Aisha Stacey (? 2016 IslamReligion.com)
  • Publicado em 10 Oct 2016
  • Última modificação em 07 Oct 2018
  • Impresso: 10
  • Visualizado: 3398 (média diária: 3)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

"Em verdade, Muhammad n?o ? o pai de nenhum de vossos homens, mas sim o Mensageiro de Deus e o prostremos dos profetas; sabei que Deus ? Onisciente." (Alcor?o 33: 40)

SignsProphethood1.jpgQuando uma pessoa aceita o Isl?, reconfirma sua f? ou ora qualquer das cinco ora??es di?rias, tamb?m afirma sua cren?a em Muhammad como um profeta de Deus, o profeta final.? Al?m disso, mais de 1,5 bilh?es de pessoas no mundo acreditam que a vida do profeta Muhammad merece ser imitada e tida como exemplo.? Entretanto, muitas pessoas abra?am o Isl? sem conhecer realmente o profeta Muhammad, que a miseric?rdia e b?n??os de Deus estejam sobre ele.? Talvez tudo que saibam seja que nasceu e viveu na Pen?nsula ?rabe e recebeu a palavra literal de Deus, na forma do Alcor?o.? Nos dois artigos a seguir veremos a vida nobre do profeta Muhammad e aprenderemos a conhec?-lo e am?-lo um pouco mais.? Alcan?aremos isso olhando para os sinais da miss?o prof?tica em sua vida nobre.

Em ?rabe a palavra profeta (nabi) ? derivada da palavra naba, que significa novas. Assim, deduzimos que profetas espalham as novas de Deus e Sua mensagem e s?o, em um sentido, embaixadores de Deus na terra.? A miss?o deles ? transmitir a mensagem para adorar o Deus ?nico.? Isso inclui chamar as pessoas para Deus, explicar a mensagem, trazer as boas novas ou avisos e dirigir os assuntos da na??o. Todos os profetas estavam ansiosos para transmitir a mensagem de Deus de maneira sincera e completa e isso inclu?a o ?ltimo profeta, Muhammad. Durante seu ?ltimo serm?o o profeta Muhammad perguntou ? congrega??o tr?s vezes se tinha transmitido a mensagem e pediu a Deus que testemunhasse a resposta, que foi um sonoro "sim!"

Assim como a ess?ncia de seu chamado para o Deus ?nico, outro sinal aceito da verdade dos profetas ? como viveram suas vidas.? Os relatos da vida do profeta Muhammad que herdamos de nossos predecessores virtuosos ilustram que a miss?o prof?tica de Muhammad foi guiada por Deus desde o come?o.? Muito antes da miss?o prof?tica, Muhammad estava sendo preparado para guiar a humanidade para o caminho reto e suas experi?ncias de vida o colocaram em boa posi??o para essa miss?o importante.? Ent?o, com a idade de 40 anos, quando a miss?o prof?tica lhe foi concedida, Deus continuou a apoi?-lo e a afirmar sua miss?o. Qualquer relato da vida de Muhammad est? repleto de exemplos de seu car?ter exemplar. Era misericordioso, compassivo, confi?vel, corajoso e generoso, enquanto se empenhava exclusivamente pelas recompensas da Vida Futura.? A forma como o profeta Muhammad lidava com seus companheiros, conhecidos, inimigos, animais e at? objetos inanimados n?o deixam d?vida de que estava sempre ciente de Deus.

O nascimento de Muhammad foi acompanhado de muitos eventos chamados milagrosos e a conversa sobre eventos extraordin?rios funcionou como sinal de miss?o prof?tica. Entretanto, devemos ser cautelosos em acreditar sem reservas naqueles eventos extraordin?rios. Nem todos os eventos s?o aceitos por todos os bi?grafos e historiadores da hist?ria isl?mica, porque embora indiquem um come?o extraordin?rio e uma vida destinada a ser guiada por Deus, podem ter sido embelezados ou exagerados.

Circunst?ncias especiais, mas n?o ?nicas, cercaram a inf?ncia do profeta Muhammad e, inquestionavelmente, tiveram um peso em seu car?ter. Quando estava com oito anos de idade j? tinha sofrido com a morte dos pais e de seu amado av? Abdul Muttalib.? Foi deixado sob os cuidados de seu tio e grande apoiador Abu Talib.? Assim, apesar de ser um menino, j? tinha sofrido grande turbul?ncia emocional e f?sica.? Os muitos cronistas da vida de Muhammad e do Alcor?o reconhecem sua vida conturbada.

Porventura, n?o te encontrou ?rg?o e te amparou? (Alcor?o 93:6)

O tio de Muhammad, Abu Talib, era pobre e lutava para alimentar a fam?lia e durante sua adolesc?ncia Muhammad trabalhou como pastor de ovelhas. Com essa ocupa??o ele aprendeu a abra?ar a solid?o e desenvolveu caracter?sticas como a paci?ncia, cautela, cuidado, lideran?a e uma habilidade para perceber o perigo.? O pastoreio era uma ocupa??o que todos os profetas de Deus que conhecemos tinham em comum. "...Os companheiros perguntaram: "Voc? ? pastor de ovelhas?"? Respondeu: "N?o h? nenhum profeta que n?o tenha sido um pastor de ovelhas.""[1]

Em sua adolesc?ncia Muhammad ?s vezes viajava com Abu Talib, acompanhando caravanas a centros de com?rcio. Em pelo menos uma ocasi?o conta-se que ele viajou at? a S?ria.? Mercadores mais velhos reconheceram seu car?ter e o apelidaram de Al-Amin, aquele em quem se pode confiar.? Mesmo em sua juventude era conhecido como verdadeiro e confi?vel.? Uma hist?ria aceita pela maioria dos s?bios e historiadores isl?micos ? o relato de uma das viagens do profeta Muhammad ? S?ria.

A hist?ria ? a de um monge chamado Bahira que previu a vinda de um profeta e aconselhou Abu Talib a "guardar seu sobrinho com cuidado".? De acordo com o bi?grafo Ibn Ishaq, quando a caravana na qual o profeta Muhammad estava viajando se aproximou da fronteira da cidade, Bahira pode ver uma nuvem que parecia estar fazendo sombra e seguindo um rapaz.? Quando a caravana estacionou sob a sombra de algumas ?rvores, Bahira "olhou para a nuvem quando encobriu a ?rvore e seus ramos foram se curvando sobre o ap?stolo de Deus at? que ele estivesse na sombra abaixo dela." Depois de Bahira testemunhar isso, observou Muhammad de perto e lhe fez muitas perguntas relacionadas a v?rias profecias crist?s que tinha lido e ouvido a respeito.

O jovem Muhammad era conhecido entre seu povo por sua mod?stia, comportamento virtuoso e modos am?veis, e n?o foi surpresa para seus companheiros v?-lo, mesmo muitos anos antes de ser profeta, rejeitar pr?ticas supersticiosas, n?o consumir bebida alco?lica, carne abatida em altares de pedra ou participar de festivais id?latras.? Quando chegou ? maturidade Muhammad era considerado o membro mais fidedigno e confi?vel da comunidade de Meca.? Mesmo os que se preocupavam com brigas tribais insignificantes reconheciam a mod?stia e integridade de Muhammad.

As virtudes e bom car?ter moral de Muhammad foram estabelecidos desde muito cedo e Deus continuou a apoi?-lo e gui?-lo.? Quando estava com 40 anos Muhammad recebeu os meios para mudar o mundo, para beneficiar toda a humanidade.

No artigo a seguir veremos como a vida de Muhammad mudou depois da miss?o prof?tica e concluiremos que n?o ? razo?vel dar cr?dito aos que alegam que Muhammad era um falso profeta.? Ele n?o reivindicou o dom da profecia para obter conforto, riqueza, grandeza, gl?ria ou poder.

 



Notas de rodap?:

[1] Saheeh Al-Bukhari

 

 

Sinais da miss?o prof?tica na vida nobre do profeta Muhammad (parte 2 de 2): Depois da profecia

Classificação:
Tamanho da fonte:

Descrição: A vida do profeta Muhammad mudou drasticamente depois de as revela??es come?arem.? Como se ajustou foi um dos sinais mais claros da miss?o prof?tica.?

  • Por Aisha Stacey (? 2016 IslamReligion.com)
  • Publicado em 10 Oct 2016
  • Última modificação em 10 Oct 2016
  • Impresso: 7
  • Visualizado: 2990 (média diária: 3)
  • Classificação: sem comentários
  • Classificado por: 0
  • Enviado por email: 0
  • Comentado em: 0

SignsProphethood2.jpgCom a idade de 40, o profeta Muhammad era um comerciante estabelecido e homem de fam?lia dado a per?odos de contempla??o e reflex?o.? Era um cidad?o bem respeitado de Meca e as pessoas estavam acostumadas a irem at? ele para ajustar disputas, para pedir conselho ou para que guardasse seus bens valiosos.? Entretanto, tudo isso estava prestes a mudar porque durante um de seus per?odos de isolamento e contempla??o foi visitado pelo anjo Gabriel, e os vers?culos do Alcor?o come?aram a ser revelados para ele.? Sua miss?o tinha come?ado; sua vida n?o lhe pertencia mais - estava agora devotada a propagar a palavra do Isl?.?

Talvez agora alguns dos eventos em sua vida come?assem a fazer sentido.? Talvez pude ver que Deus tinha planejado coisas para ele, porque em retrospecto podemos ver que os sinais da miss?o prof?tica tinham sido vis?veis em muitos aspectos e cen?rios ao longo da vida do profeta Muhammad.? Antes de sua miss?o a vida de Muhammad era relativamente f?cil.? Tinha um casamento bom e feliz, filhos, nenhuma preocupa??o financeira e, sem d?vida, estava cercado por amigos e familiares que o amavam e respeitavam.?

Declarar sua miss?o prof?tica logo o transformou em pobre e p?ria social e sua vida foi amea?ada em mais de uma ocasi?o.? Grandeza, poder, riqueza e gl?ria eram as coisas mais distantes em sua mente.? De fato, ele j? tinha essas coisas, embora em uma escala pequena.? N?o tinha nada a ganhar ao declarar uma miss?o prof?tica que n?o era verdadeira.? O profeta Muhammad, sua fam?lia e seguidores foram ridicularizados, escarnecidos e agredidos e seu estilo de vida mudou drasticamente para o pior.?

Um dos companheiros de Muhammad disse: "O profeta de Deus n?o viu p?o feito de farinha fina desde a ?poca em que Deus o enviou (como profeta) at? sua morte."[1]Outro declarou que: "Quando o profeta morreu, n?o deixou dinheiro ou qualquer outra coisa, exceto sua mula, seus armamentos e um peda?o de terra para caridade"[2].

Antes de morrer o profeta Muhammad era o l?der de um imp?rio, com acesso ao tesouro nacional, mas viveu de maneira simples, preocupado somente em completar sua miss?o e adorar a Deus.? Apesar de suas responsabilidades como profeta, professor, estadista, general, juiz e mediador, Muhammad costumava ordenhar suas pr?prias cabras, remendar suas roupas e sapatos e tamb?m ajudar com o trabalho dom?stico em geral.[3] A vida do profeta Muhammad foi um exemplo not?vel de humildade e simplicidade.? Sua vestimenta e estilo de vida n?o o diferenciavam de seus seguidores.? Quando algu?m entrava em uma reuni?o n?o havia nada sobre o profeta Muhammad que o distinguisse dos outros homens.

Nos anos iniciais de sua miss?o, muito antes de haver uma remota possibilidade de sucesso, Muhammad recebeu uma oferta interessante dos l?deres de Meca.? Achando que Muhammad estivesse fazendo essas reivindica??es de profecia para ganhos pessoais, um comboio foi at? ele e disse: "...Se quiser dinheiro, coletaremos dinheiro suficiente para que seja o mais rico entre n?s.? Se quiser lideran?a, faremos de voc? nosso l?der e nunca decidiremos sobre qualquer assunto sem sua aprova??o.? Se quiser um reino, o faremos nosso rei...".? Para qualquer ser humano, em qualquer per?odo hist?rico, seria uma oferta muito dif?cil de recusar. Entretanto, Muhammad n?o tinha ambi??o por ganhos pessoais ou reconhecimento.? Embora s? houvesse uma condi??o a essa oferta generosa, era uma oferta que ia contra tudo que Muhammad agora representava.? Os l?deres de Meca esperavam que abrisse m?o de seu chamado para o Isl? e parasse de adorar somente a Deus, sem qualquer parceiro.[4] O profeta Muhammad recusou a oferta categoricamente.?

Em outra ocasi?o o tio de Muhammad, Abu Talib, temeu pela vida do sobrinho e implorou-lhe que parasse de chamar as pessoas para o Isl?.? Mais uma vez, a resposta de Muhammad foi decisiva e sincera. Disse: "Juro em nome de Deus, ? tio! Se colocassem o sol em minha m?o direita e a lua em minha m?o esquerda em troca de abrir m?o desse assunto (chamar as pessoas para o Isl?), nunca desistiria at? que Deus o fizesse triunfar ou que eu morresse defendendo-o."[5]

Foram adotadas muitas medidas pelos descrentes de Meca para manchar o car?ter de Muhammad e menosprezar a mensagem que estava tentando propagar.? Eram particularmente cru?is ao depreciar o Alcor?o.? Afirmavam veementemente que o Alcor?o n?o era divinamente inspirado e que o pr?prio Muhammad o tinha escrito.? Faziam isso para desencorajar as pessoas a seguirem Muhammad ou acreditarem em sua afirma??o de ser um profeta de Deus.? O profeta Muhammad n?o escreveu o Alcor?o.? Era um homem iletrado, completamente incapaz de ler ou escrever.? Era incapaz de saber ou at? mesmo adivinhar alguns dos fatos cient?ficos que o Alcor?o menciona com facilidade e frequ?ncia.?

Al?m disso, faz sentido dizer que se o Alcor?o tivesse sido escrito por Muhammad, ele teria louvado e mencionado muito mais a si pr?prio.? O Alcor?o de fato menciona muito mais os profetas Jesus e Mois?s pelo nome do que menciona o profeta Muhammad.? O Alcor?o tamb?m repreende e corrige o profeta Muhammad.? Um profeta impostor correria o risco de se fazer passar por uma pessoa que pode cometer erros?

O profeta Muhammad era um comerciante ?rabe iletrado.? Sua vida podia ter sido banal, exceto que desde o in?cio de sua exist?ncia Deus estava com ele, preparando-o para a miss?o prof?tica e para que guiasse toda a humanidade em uma nova era de crescimento religioso.? A medida que Muhammad crescia, tornou-se conhecido por ser fidedigno, honesto, confi?vel, generoso e sincero.? Tamb?m era conhecido por ser muito espiritual e por detestar h? muito tempo a decad?ncia e idolatria ?bvias de sua sociedade.?

Quando olhamos para a vida do profeta Muhammad com a dist?ncia do tempo, podemos ver claramente que sua vida foi de servi?o a Deus e que seu ?nico prop?sito foi transmitir a mensagem.? O peso da mensagem sobre seus ombros foi muito grande. Em seu serm?o final estava preocupado e pediu ?s pessoas para testemunharem que tinha transmitido a mensagem de Deus.? Se Muhammad quisesse poder ou fama, teria aceitado a oferta de ser o l?der de Meca.? Se estivesse querendo riquezas n?o teria vivido uma vida simples, morrido com quase nenhum bem, ao contr?rio de outros l?deres poderosos de um imp?rio.? A simplicidade da vida do profeta Muhammad e seu desejo inabal?vel de propagar a mensagem do Isl? s?o sinais fortes da validade de sua reivindica??o ? profecia.?



Notas de rodap?:

[1] Saheeh Al-Bukhari

[2]Ibid

[3] Saheeh Al-Bukhari, Imam Ahmad.

[4] Al-Serah Al-Nabaweyyah, Ibn Hisham, vol. 1.

[5]Ibid.

Partes deste Artigo

Visualizar todas as partes juntas

Adicione um comentário

Mais visualizados

DAILY
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
TOTAL
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Favorito del editor

Listar Artigos

Desde sua última visita
Esta lista no momento está vazia.
Todos por data
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Mais Populares

Melhores classificados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais enviados por email
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais impressos
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
Mais comentados
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)
(Leia mais...)

Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.

Sua História

Sua história está vazia.

View Desktop Version