A religião do Islã  
 

 
 

Recomende Este Site
| More
 

Deus Tornou-se Homem? (parte 4 de 5): Deus Tornou-se Homem? Deus pode tornar-se Homem?


Descrição: Porque logicamente o conceito de Deus tornar-Se parte de Sua criação contradiz o significado básico do termo “Deus” e vice-versa.
Por Dr. Bilal Philips
Publicado em 17 Sep 2012 - Última modificação em 17 Sep 2012
Visualizado: 1841 (média diária: 3) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 62 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Crenças do Islã > Sobre Deus

A questão que permanece é: Deus tornou-Se homem?  Falando de forma lógica a resposta é não, porque o conceito de Deus tornar-Se homem contradiz o significado básico do termo “Deus”.  As pessoas comumente dizem que Deus é capaz de fazer tudo; o que quer que Ele queira fazer, Ele faz.  Na Bíblia dos cristãos é dito: “... através de Deus todas as coisas são possíveis (Mateus 19:26; Marcos 10:27, 14:36).”

O Alcorão dos muçulmanos declara:

"... Verdadeiramente, Allah (Deus) é capaz de todas as coisas.” (Alcorão 2:20)

... e as escrituras hindus contêm textos de significados semelhantes.

Todos os principais textos religiosos contêm expressões gerais em relação ao conceito básico da onipotência de Deus.  Ele é maior que todas as coisas e através Dele todas as coisas são possíveis.  Se esse conceito geral for traduzido em termos práticos, deve-se primeiro identificar e compreender os atributos básicos de Deus.  A maioria das sociedades percebe Deus como um ser eterno sem início ou fim.  Se, baseado em que Deus é capaz de todas as coisas, perguntarmos se Deus pode morrer, qual seria a resposta?  Uma vez que morrer é parte de “todas as coisas” pode-se dizer “Se Ele quiser?”  Claro que não se pode dizer isso.

Então, há um problema aqui.  Deus é definido como um ser eterno, sem fim e morrer significa "chegar a um fim."  Consequentemente, perguntar se Ele pode morrer não faz sentido.  É contraditório.  Da mesma forma, perguntar se Deus pode nascer também é absurdo porque Deus já foi definido como eterno, sem começo.  Nascer significa ter um começo, vir a existir depois de não existir.  Na mesma linha, os filósofos ateus gostam de perguntar aos teístas: “Deus pode criar uma pedra muito pesada para Ele levantar?”  Se os teístas dizem sim, significa que Deus pode criar algo maior que Si mesmo.  E se dizem não, significa que Deus é incapaz de todas as coisas.

Portanto, o termo “todas as coisas” na frase “Deus é capaz de todas as coisas” exclui os absurdos.  Não pode incluir coisas que contradigam Seus atributos divinos; coisas que fariam Dele menos que Deus como: esquecer, dormir, arrepender-Se, crescer, comer, etc. Ao invés disso, inclui somente “todas as coisas” que são consistentes com ser Deus.  Isso é o que significa a afirmação "Deus é capaz de todas as coisas".  Não pode ser entendido no sentido absoluto; deve ser qualificado. 

A alegação de que Deus tornou-Se homem também é um absurdo.  Não é adequado a Deus assumir características humanas porque significa que o Criador tornou-se Sua criação.  Entretanto, a criação é um produto do ato criativo do Criador.  Se o Criador Se torna Sua criação, significa que o Criador criou a Si mesmo, um absurdo óbvio.  Para ser criado Ele primeiro não poderia existir e se Ele não existisse, como poderia criar?  Além disso, se Ele fosse criado, significaria que tinha tido um começo, o que também contradiz ser eterno.  Por definição a criação precisa de um criador.  Porque as coisas criadas para existirem devem ter um criador para trazê-las a existência.  Deus não precisa de um criador porque Deus é o Criador.  Assim, existe uma contradição óbvia em termos.  A alegação de que Deus tornou-Se Sua criação implica que Ele precisaria de um criador, um conceito ridículo.  Contradiz o conceito fundamental de Deus ser incriado, não necessitar de criador e ser o Criador.

Pode o Homem Tornar-se Deus?

O homem é um ser finito (ou seja, criação).  O homem nasce e morre.  Essas são características que não podem ser atribuídas a Deus porque O equivalem à Sua criação.  Portanto, Deus não se tornou e não Se tornará homem.  Por outro lado, o homem também não pode tornar-se Deus.  O criado não pode se tornar seu próprio criador.  O criado em algum momento não existia.  Passou a existir pelo ato criativo de um Criador que sempre existiu.  O que não é existente não pode se fazer existir.

Quanto ao conceito paralelo de que a alma humana ou espírito é divino, é uma forma de alegar que o homem tornou-se Deus.  Essa filosofia é a base dos misticismos grego, cristão e muçulmano e também da teologia hindu. Estende a divindade a todos os humanos e possivelmente a todas as criaturas vivas.  Parte da premissa de que em algum momento na história do universo, partes de Deus foram cercadas por corpos materiais e confinadas na terra.  Em outras palavras, o infinito ficou contido no finito.  Essa crença atribui a maldade a Deus e elimina o significado de bem e mal.  Quando a alma humana intenta o mal e o faz pela permissão de Deus, tal ato é puro mal e é merecedor de punição.  Assim o conceito de karma foi inventado.  Tudo que vai, volta.  O karma explica o sofrimento inexplicável pela alegação de que é a consequência do mal na vida passada.  Deus no fim pune qualquer mal feito pelas partes de Si mesmo dentro do homem.  Entretanto, se as almas humanas têm vontades independentes de Deus, não podem ao mesmo tempo ser Deus.  Assim, cada humano se torna um deus.

< AnteriorDeus Tornou-se Homem? (parte 3 de 5): Deus Tornou-se um Homem, Homens Tornaram-se Deus. Por quê?   Próximo >Deus Tornou-se Homem? (parte 5 de 5): Deus teve um filho?
Partes deste Artigo
Deus Tornou-se Homem? (parte 1 de 5): Uma crença natural em Deus
Deus Tornou-se Homem? (parte 2 de 5): Os deuses, o homem é Deus, e Deus Se Torna Suas criaturas
Deus Tornou-se Homem? (parte 3 de 5): Deus Tornou-se um Homem, Homens Tornaram-se Deus. Por quê?
Deus Tornou-se Homem? (parte 4 de 5): Deus Tornou-se Homem? Deus pode tornar-se Homem?
Deus Tornou-se Homem? (parte 5 de 5): Deus teve um filho?
Visualizar todas as partes juntas
Ferramentas de Artigo
PobreMelhor  Classifique este artigo Classifique
De volta ao topo De volta ao topo
Imprimir Imprimir Salve este artigo Salvar Envie este artigo por email para um amigo E-mail PDF PDF
Adicione um comentário sobre este artigo Adicione um comentário Visualizar ou ocultar comentários sobre este artigo Visualizar comentários (Sem comentários) Adicione este artigo aos seus favoritos neste site Favoritos do site Adicione este artigo aos favoritos do Explorer Favorites do Explorer
| More
Outros Artigos na Mesma Categoria
Categoria: Artigos > Crenças do Islã > Sobre Deus
Quem é Allah?
O Conceito de Deus no Islã (parte 1 de 2): Um Conceito Singular
O Conceito de Deus no Islã (parte 2 de 2): Seus Atributos e Sua Unicidade
Nós Podemos Ver Deus?
A Misericórdia Divina de Deus (parte 1 de 3): Deus o Misericordioso, o Dispensador de Misericórdia
A Misericórdia Divina de Deus (parte 2 de 3): Sua Abrangência
A Misericórdia Divina de Deus (parte 3 de 3): O Pecador
Minha Misericórdia Prevalece Sobre Minha Ira (parte 1 de 2)
Minha Misericórdia Prevalece Sobre Minha Ira (parte 2 de 2)
Os Nomes de Deus (parte 1 de 3): Quem é Allah?
Os Nomes de Deus (parte 2 de 3): O Misericordiosíssimo
Os Nomes de Deus (parte 3 de 3): E Chame-O por Eles!
Onde está Deus?
Capítulo 112: Um Terço do Alcorão
Equívocos sobre Allah (parte 1 de 3): Allah é Deus?
Equívocos sobre Allah (parte 2 de 3): Allah - o Único
Equívocos sobre Allah (parte 3 de 3): O deus lua
   

Home Page Home Page

Contate-nos Contate-nos

EnglishEspañol
FrançaisDeutsch
РусскийPortuguês
中文日本語

  Ajuda Online  
Live Help by Chat
Online diariamente:
De  para 
(de acordo com o horário de seu PC)

  Login  
Usuário
Senha
Lembre-se de mim
Esqueceu sua senha?
Não tem conta? Registro & Por que?

  Mais Populares  

  Listar Artigos  

  Seus Favoritos

Sua lista de favoritos está vazia.  Você pode adicionar artigos a esta lista usando as ferramentas do artigo.


  Sua História

Sua história está vazia.

Desabilitar o registro de minha história